Mostrando postagens com marcador manteiga. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador manteiga. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

frango ao forno/crocante com parmesão e especiarias

a receita de frango perfeita servida em conjunto com uma salada de tomate e mussarela, adornada com manjericão.
ingredientes:
2 peitos de frango
1 xícara/chá de queijo parmesão ralado
1 colher/chá de orégano
1 colher/chá de páprica - picante e/ou doce
1 colher/chá de curry 1 colher/sopa de manteiga
2 colheres/sopa de azeite de oliva
sal e pimenta

dica do blogg: caso você tenha acesso ao alho frito, bem sequinho, comercializado por alguns mercados, e goste, acrescente à mistura de queijo e especiarias.

preparando:
pré-aqueça o forno em temperatura equivalente a 180/200ºc.
unte uma assadeira com manteiga.

derreta a manteiga e misture com o azeite.
combine as especiarias, e o queijo parmesão.

passe os peitos de frango na mistura de azeite e manteiga e depois na mistura de queijo parmesão e especiarias.
coloque-os em uma assadeira untada.
caso tenha sobrado alguma mistura de parmesão, espalhe sobre a carne. asse-os no forno pré-aquecido, até que estejam dourados/gratinados.

ao retirar do forno, deixar descansar por alguns minutos antes de cortá-los. se você cortar assim que sairem do forno, corre o risco de todo o suco correr para fora a carne.
aqui está o frango servido com salada de tomate, mussarela e manjericão. mas também se encaixa bem com salada verde ou legumes assados na manteiga.

divirta-se!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

domingo, 10 de fevereiro de 2013

bolo muffin com mel e amêndoas


para o bolo você vai precisar de:
150 g de manteiga à temperatura ambiente
4 ovos
2 colheres - sopa - de açúcar mascavo
4 colheres - sopa - de mel
1/2 xícara - chá - de leite
2 xícaras - chá - de farinha de trigo
4 colheres - sopa - de amido de milho
2 colher - chá - fermento químico em pó
1/2 colher - chá - de bicarbonato
1/3 xícara - chá - de amêndoas picadas - no supermercado é possível encontrar cortadas em lascas

para a calda você vai precisar de:
2/3 de xícara - chá - de mel
2 colheres - sopa - de suco de limão

preparando:
pré-aqueça o forno a 180°c - temperatura média - lembrando que de marido e fogão, cada uma sabe do seu.
unte uma forma de bolo de buraco no meio, com manteiga, e deixe colar as amêndoas picadas.
na batedeira, em uma tigela funda, bata a manteiga, ovos, açúcar, mel - 4 colheres - e leite, até transformar numa massa lisa.
misture a farinha com o fermento, bicarbonato, amido e junte à mistura de ovos, e bata até ficar uma massa lisa sem grumos.
despeje a massa na assadeira untada com manteiga e amêndoas, leve ao forno pré-aquecido, e asse por cerca de 40 minutos, ou até que, perfurando com um palito de madeira, este saia seco.

prepare a calda:
leve ao fogo o mel - 2/3 de xícara - com o suco de limão, cerca de 5 minutos. despeje sobre o bolo desenformado e ainda um pouco quente.

divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

bolo de maracujá na caneca


o bolo na caneca, seja doce ou salgado, aqui no lar, é um elemento individual, intransferível. nem adianta sugerir o cosmopolita meio-a-meio. tempo perdido.
cada um tem a sua caneca. cada um faz o seu. cada um come o seu.
mas, conheço caras comedidos que fazem um bolo, cortam em 4 pedaços, todos comem, e ficam satisfeitos. pra esses é mais confortável desenformar o bolo, ou melhor, desencanecar o bolo. para tanto, a caneca deverá ser untada com uma camada fina de manteiga/margarina/óleo, antecipadamente, cuidando para retirar o excesso com papel toalha.

o maracujá, é uma frutinha tropical simpática, de boa têmpera que tem, em sua raiz familiar, palavras sugestivas de boa estirpe - o brasil é seu maior produtor. no reino das plantas, o maracujá pertence à divisão das magnoliophytas, à classe das magnoliopsidas, à família passifloraceae, e ao gênero das passifloras. indicativos de cheiro bom, calmaria e tranquilidade.

o maracujá esbanja vitaminas a, c, as do complexo b, sais minerais - ferro, sódio, cálcio e fósforo - e é pouco calórico: cada 100 gramas de maracujá tem, apenas, 70 calorias.
xarope, suco, às colheradas direto da casca com semente e tudo, a maioria já experimentou, mas a novidade, aqui, neste blogg é o bolo de maracujá na caneca.

ingredientes:
1 ovo
1 colher - sopa - de leite
3 colheres - sopa - de óleo
2 colheres - sopa - de suco concentrado de maracujá
3 colheres - sopa - de açúcar - pode diminuir a quantidade de açúcar, se preferir
3 colheres - sopa - de farinha de trigo integral - a farinha de aveia deixa o bolo especial
1 colher - café - de fermento em pó

se quiser desencanecar o bolo, lembre-se!!! unte a caneca com manteiga/margarina/óleo.

preparando:
quebre o ovo na caneca, e bata bem com um garfo, adicione todos os ingredientes líquidos e continue batendo.
junte a farinha e bata, misturando bem. acrescente o fermento e continue batendo com menos vigor. 
leve para assar no microondas por, pelo menos, 3 minutos na potência máxima.

requeri/regina claudia

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

pão com manteiga de alho - le préfou




o préfou - originalmente pré four, ou seja, pré forno - é uma das melhores delícias da culinária francesa, mais especificamente, da culinária francesa da região de vendée, no oeste da frança,no meu caso, mais especificamente, de maillé - comunidade francesa na região administrativa da pays de la loire, no departamento de vendée. maillé possue pouco mais de 700 habitantes distribuídos por uma área de 17,66 km², e cuja densidade é de 43 hab/km². foi alí, naquele cenário de filme francês, que fiquei hospedada, em casa de amigos, e conheci le préfou.

simples e incrivelmente delicioso, o préfou é uma baguette - indescritível e excepcional, o pão produzido naquela região da frança - assada, fartamente lambuzada com manteiga e alho, pra acompanha qualquer coisa, ou não acompanhar nada.
comer o préfou, assim, simplesmente, tomando vinho ou pastis ricard, ... é o mesmo que matar a vontade de comer aquela coisa que não se sabe o que é, sensação que todos nós, num dia ou dois das nossas vidas gulosas, já experimentamos. pois então, o préfou presta-se a satisfazê-la completamente.
pode testar.
a receita está aqui.

préfou - pão aromatizado com manteiga de alho
ingredientes:
150 g de manteiga salgada mole
3 dentes de alho amassados
​​2 colheres de sopa alecrim
pimenta do reino
1 baguette longa
ou
2 baguettes curtas

preparando:

o ideal será fazer a massa do pão, dar-lhe a forma de baguette, achatá-lo, conforme a próxima imagem, e levar ao forno.

portanto, caso você queira fazer o pão em casa, siga a receita.

ingredientes:
500g de farinha
20g de fermento fresco
400ml de água

preparando o pão:
peneire a farinha, em um recipiente grande. adicione o sal. dissolva o fermento num pouco de água amornada. faça um buraco na farinha, adicione a água contendo o fermento e amasse com as mãos. vá adicionando água, e utilize, pouco mais ou pouco menos dos 400ml indicados na receita.
amasse bem, faça uma bola com a massa, cubra com um pano úmido, deixe crescer por 1 hora. depois de uma hora alisar a massa e moldá-la em uma forma alongada como uma baguette, achate-a, pois ela deve ficar bastante plana. deixe no forno por aproximadamente 20, retirando pra cortá-la ao meio e passar a manteiga.
agora, siga as próximas instruções.

a etapa seguinte, espalhar a manteiga temperada sobre ele, deve ser realizada antes que sua crosta adquira coloração dourada.
cumprindo esta regra, retire do forno, corte ao meio no sentido do comprimento, passe uma farta camada da manteiga temperada, em toda a extensão de cada uma das metades do pão, una as duas partes, envolva-as com papel alumínio, para que a manteiga penetre, e leve ao forno até que a manteiga derreta, uns 10 minutos ... gosto de dizer: cada um sabe do seu forno.

retire do forno, desembrulhe e volte com o pão pra dentro dele, para que o pão complete sua tarefa, ou seja, fique dourado e crocante.

não esqueça!!! o segredo é achatar a gostosura.

achatar é a regra: se você fez o pão em casa, e na primeira cozedura, o pão crescer, retire-o, achate-o novamente, e retorne com ele ao forno para que asse sem deixar que crie a crosta dourada.

caso não seja possível fazer o pão em casa, compre a baguette mais clara que encontrar.

atenção!!! a baguette, se for comprada pronta, deve estar clarinha. trate na padaria, que lhe forneçam baguette pré-cozida. caso não seja possível, escolha a mais clara que encontrar.
preaqueça o forno a 210º, e prepare a manteiga.
coloque numa travessa: a manteiga, o alho, o alecrim, a pimenta, e mexa até que os ingredientes fiquem agregados.
espalhe uma farta porção da manteiga aromatizada ao longo das duas metades do pão, envolva-o com papel alumínio, para que a manteiga penetre, e leve ao forno até que a manteiga derreta. retire do forno, desembrulhe e volte com ele ao forno por alguns minutos ou até que o pão fique crocante e dourado.
em qualquer uma das formas de preparo do préfou, seja fazendo o pão em casa, seja comprando a baguette na padaria, depois de assada, a baguette em sua última fase de forno, corte-a em fatias.

a história:
o préfou, prova-se efetivamente quente, à l'apéritif ou acompanhando qualquer carne.
seja numa festa grandiosa, num convescote íntimo e particular, ou num passar de noite jogando conversa fora, ... le préfou é uma compulsão saudável e cheia de brilho.
o préfou é uma antiga receita dos padeiros de la vendée.
para testar a temperatura ideal do seu forno - daí o termo pré four, ou seja, pré forno, que derivou pra corruptela, préfou - na falta de termômetro, os padeiros utilizavam um pedaço de massa de pão, sobre uma telha aquecida, à boca do forno, antes de cozer o pão. para não perder/despediçar o pedaço de massa, lambuzavam-no com um naco de manteiga, e um bom tanto de alho grosseiramente amassado. a real tradução do jargão: unir o útil ao agradável.
le préfou vendéen é conhecido como um verdadeiro sucesso. aquecido por alguns minutos para obter uma crosta estaladiça, a iguaria é uma tradição na região do vendée.
em maille não fiquei, um dia sequer, sem me fartar dessa maravilha.
todas as famílias da pequena cidade, na casa de seus familiares, até dos que sairam para morar longe dali, não se dispensa a comilança de le préfou.

este pão é puro extase.