Mostrando postagens com marcador molho de tomate. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador molho de tomate. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

molho caseiro, uma idéia saborosa

molho caseiro:
1 1/2 kg de tomates maduros cortados em quatro
1 cebola grande cortada em oito
2 pimentões vermelhos grandes cortados em cubos grandes - retire a fibra branca
1 ramo de alecrim
4 dentes de alho picados
1/4 de xícara de extrato de tomate
2 colheres de azeite de oliva
1 colher de sal
2 colheres de açúcar
pimenta do reino moída a gosto
1 pimenta dedo de moça picada - se preferir não sentir o ardor da pimenta, retire as sementes e a fibra branca

preparando:
ligue o forno a 160º.
coloque todos os legumes cortados em uma assadeira.
em uma travessa pequena, misture o extrato de tomate, o azeite, o sal, o açúcar e a pimenta do reino.
junte a mistura aos legumes da assadeira, misture tudo, e leve ao forno para assar por 2 horas.
passe no processador até se transformar num purê.
guarde em vidros esterelizados e use com massas, almondegas, passe no pão italiano, ou utilize da forma que quiser.

receita copiada do programa cozinha caseira de annabel/gnt.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

bolo de bacalhau

tomate, a fruta.
pertencente à vasta família das solanáceas/solanaceae que tem, entre seus 2000 membros, certos arbustos de índole duvidosa, cozinheiros da europa, por precaução, mantiveram-no no anonimato por muito tempo.
assim como a beladona e a datura, plantas extremamente venenosas, a batata, o tabaco, a jurubeba, a berinjela, são alguns vegetais da mesma família botânica do tomate.
as solanáceas crescem abundantemente nas regiões quentes, e o tomate, antes de se revelar uma frutinha em quem se pode confiar, era cultivado como planta ornamental.
mal acostumados, os europeus não sabiam como preparar o tomate. sua acidez não combinava com o conceito que eles faziam da fruta ideal.
foi então que antonio latini, um italiano que servia à corte espanhola, e era natural da região italiana de le marche, localizada na panturrilha da bota, criou uma mistura de cebola, óleo de oliva e tomates e assim se fez o molho de tomates.
aí sim!!! o tomate mostrou a que veio.
simples assim!!! em seu livro, lo scalco alla moderna, escrito, provavelmente, entre 1692 e 1694, foi publicada a receita que ensinava levar ao fogo pedaços de tomate, sem pele e sem sementes, temperá-lo com salsinha, cebola e alho picado, sal, pimenta, azeite e vinagre, para se conseguir um molho de tomates de estilo espanhol.

na receita a seguir, o molho de tomates faz a moldura pro bolo de bacalhau.
o bolo ficou uma delícia, leve e saboroso.
ofereço a vocês com todo prazer.

ingredientes para o bolo:
680 gramas de bacalhau - facilita bastante, usar as lascas de bacalhau que se encontra pra comprar no supermercado
3 batatas grandes - 950g - cruas, descascadas e raladas no ralo grosso
4 ovos
2 colheres - sopa - de azeite de oliva
3 colheres - sopa - cheias, bem gorduchas, de farinha de trigo integral

ingredientes para o molho:
2 cebolas grandes picadas
azeite de oliva
340g de molho de tomate - seja feito por você ou comprado pronto

atenção!!! tanto o bolo quanto o molho precisam de cuidado em relação ao sal. se achar necessário, apenas acerte o sal a seu gosto.

preparando:
unte uma assadeira ou uma forma de buraco no meio, com óleo e farinha de rosca.
acenda o forno na temperatura média/baixa - o meu é a 180 graus.
lave o bacalhau - usando as lascas, basta lavar - e coloque numa vasilha para dessalgar. deixe de molho durante a noite, troque a água enquanto puder. costumo deixar com um fio de água correndo sobre ele. enfim, retire o sal como o seu costume. o importante é que ele esteja em lascas na hora de preparar.

quando o bacalhau estiver preparado, ou seja, dessalgado e em lascas, descasque e rale as batatas no ralo grosso, e coloque junto com o bacalhau.
acrescente o azeite, os ovos e a farinha.
misture, agregue tudo, muito bem.
ajeite na forma untada.
leve ao forno onde deverá ficar por 1 hora, mais ou menos - depende de cada forno - controle espetando uma faca. deixe dourar.

enquanto isso, prepare o molho:
frite a cebola no azeite, até que ela comece a dourar.
acrescente o molho e deixe apurar.
assim que o bolo estiver pronto, deixe esfriar, desenforme com cuidado, e regue com o molho.
sirva com arroz branco e salada.

esta receita, assim como muitas publicadas aqui no assadeira, foi criada por mim. peço a todos que fizerem uso dela, publicando na web/internet ou executando, que deem o crédito que ela e eu merecemos.

é isso.

... que venha 2012!!!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

almondegas especiais




ingredientes:

misture os seguintes ingredientes, faça bolinhas não muito grandes, recheie cada uma com 1 cubo pequeno de muçarela, e reserve.
250 - duzentos e cinquenta - gramas de carne moída - pode ser de suíno, bovino, ou de frango, ou a mistura delas ... fica muito bom. para tanto, use o processador ou peça ao açougueiro que moa.
uma boa solução é retirar a pele da linguiça de frango, toscana, calabresa frescas ... o resultado é uma carne moída muito saborosa.
3 batatas cruas raladas
2 dentes de alho amassados
salsinha e/ou cebolinha, a gosto
1 ovo
sal, a gosto
molho de pimenta - opcional
200 - duzentos - gramas de muçarela cortada em cubos pequenos

gramática na culinária: o duplo z das palavras italianas, em português, vira ç. então, leia mais, sobre a discutida grafia da palavra muçarela

outros ingredientes:

2 colheres - sopa - de margarina
4 colheres - sopa - de óleo
1 cebola média picada
2 xícaras de molho de tomate
1/2 colher - chá - de açúcar
molho de pimenta - opcional
manjericão

levando pro fogo:

frite a cebola no óleo e na margarina. junte as bolinhas de carne, o molho de tomate e o açúcar. confira o sal, acerte se necessário, e tempere com molho de pimenta, se preferir.
deixe cozinhar em fogo brando, com a panela tampada, por 15 ou 20 minutos. desligue o fogo e acrescente o manjericão, na panela ou individualmente, ao gosto de cada um.
acompanha pão italiano, massa ou arroz branco e salada de alface ou legumes.


os acompanhamentos variam: já servi dentro de pães italianos, pequenos, individuais. cortei uma tampinha, retirei o miolo, que pode ser aproveitado por quem quiser, e coloquei uma porção do molho dentro de cada um deles.

o vinho, a cerveja, o guaraná - zero ou original - seja qual for a bebida, as almondegas devem ser degustadas com calma e prazer.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

ela, a maçã, um delicioso e eficiente benefício pra saúde


a maçã faz emagrecer até 2 kg por semana. ela proporciona sensação de saciedade, derrete a gordura corporal e, dependendo do tamanho, cada fruta carrega, apenas, entre 60 e 110 calorias.
diz o ditado: uma maçã por dia mantém o médico longe.
claro!!! ela contém propriedades antioxidantes, ou seja, evita o envelhecimento, limpa a boca proporcionando hálito agradável e protege o organismo de doenças.

fica a dica: quando deixei de lado um maço de cigarros pela metade, certa de que não voltaria a recorrer a ele, jamais!!! foi por pura teimosia e obstinação. assim como começou, acabou. portanto, não houve necessidade de recorrer a algum subterfúgio anti-compulsão: simplesmente decidi largar de fumar.
no entanto, o medo de engordar fez com que eu adotasse a maçã como substituta dos cigarros.
depois de tudo, continuo comendo maçãs e indico a prática, pois, acredito que o croq-croq das mordidas podem distrair aos que enfrentam dificuldade em largar o vício.
e foi assim que eu confirmei: comer maçã distrai e emagrece.

quer saber sobre o emagrecimento???
comendo uma maçã 15 minutos antes de cada refeição, vamos consumir até 200 calorias a menos.
da maçã, as fibras - responsáveis por preencher nosso estomago - e a pectina - substância que ajuda a controlar o colesterol - são os mais convincentes argumentos.
as fibras dão a mágica sensação de saciedade, afastando a fome. a pectina age como um raspador e eliminador da gordura corporal, não permite que o corpo estoque gordura, além de reduzir a absorção de açúcar. ela prolonga a digestão fazendo com que a fome demore a voltar, por mais de quatro horas.
portanto, a ação dessas duas substâncias reduz a fome, diminui o consumo de calorias e faz perder gordura.

as maçãs orgânicas, ideais para o consumo, são mais caras, e as maçãs comuns precisam ser tratadas para que fiquem saudáveis, livres dos agrotóxicos.
lave-as, delicadamente, com uma esponja macia e detergente neutro ou sabão de coco. enxague muito bem e deixe-as de molho, por meia hora, em uma vasilha com 1 litro d'água e uma colher de sopa de bicarbonato de sódio - o ph do bicarbonato, mais ácido, vai eliminar os produtos químicos depositados na casca da maçã. enxugue e guarde em vasilha com tampa bem fechada.
na hora de comer, retire com uma faca de ponta fina, o conezinho com a casca em torno do cabinho da fruta. aquela cavidade é como uma panelinha, onde se concentra uma considerável quantidade de agrotóxico, devido à forma como a maçã fica pendurada na macieira.

boa lembrança: conserve-as em geladeira, dentro de vasilha com tampa, e elas durarão por muito tempo - 15 dias.

porém, em contrapartida a tantos benefícios emagrecedores, a maçã se presta a receitas gulosas. e, utilizando ingredientes de qualidade, dá pra fazer prevalecer a alegria e começar o regime na segunda-feira, sem qualquer culpa.
curiosidade ... conheça, aqui, o tom-apple

agora, basta de conversa e mãos à obra com a dose dupla de bolo de maçãs.
primeira receitaingredientes
1 1/3 xícaras de óleo de canola
3 xícaras de farinha de trigo integral
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal
2 xícaras de açúcar cristal
3 ovos
4 maçãs médias, descascadas, sem sementes, cortadas em cubos médios
1 xícara de chá de passas sem semente ou ameixas pretas, também sem as sementes, cortadas ao meio
canela em pó a gosto

como preparar???
unte uma forma de buraco no meio, com margarina e farinha de rosca.
ligue o forno e deixe aquecendo, em temperatura média - cada forno tem uma dona, e o meu é preaquecido a 180 graus.
coloque numa travessa, e misture bem, os ingredientes secos: a farinha, o sal, o bicarbonato e a canela.
na batedeira, bata muito bem, em velocidade máxima: os ovos, o açúcar e o óleo. a massa deve ficar lisa e em tom amarelo claro.
acrescente a essa mistura, aos poucos, aquela primeira, dos secos, com a batedeira em velocidade média.
pare de bater e acrescente as maçãs e as passas ou ameixas.
misture tudo muito bem.
leve ao forno e deixe assar até que, ao espetar uma faca, ela sai limpinha.
segunda receita

unte uma forma de buraco no meio e aqueça o forno a 180 graus - lembre-se, cada forno tem uma dona, o meu, 180 graus representa temperatura média.


misture numa travessa:
5 ou 6 maçãs pequenas, descascadas, sem semente, cortadas em cubo - reserve as cascas
1/2 xícara de passas sem semente
2 colheres de açúcar cristal, e canela a gosto. reserve a mistura.
enquanto isso, bata no liquidificador:2 ovos
1 xícara de óleo
as cascas das maçãs
2 xícaras de açúcar cristal. reserve a mistura.
em outra travessa coloque e misture bem:2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento.
junte essa mistura às outras duas reservadas, misture delicadamente e coloque na forma untada. espalhe um pouco de açúcar e canela por cima e leve ao forno preaquecido.


sirva, ambos os bolos, com sorvete, chá, iogurte natural, com mel ou de frutas, suco de frutas, chocolate, café ...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

pizza de tomate seco na caneca, acompanhada de muita rúcula


tenho sugerido a utilização de vários tipos de farinha integral - aveia, trigo, soja - nas receitas do assadeira.
muitas pessoas deixam de fazer as receitas, doces ou salgadas, que levam farinha, por receio de trocar a de trigo branca por alguma integral, e provocar prejuízo no resultado do prato.
poderá, sim, ocorrer alteração no sabor ou cor do alimento mas, garanto, o resultado será muito melhor, mais saudável, só vantagens.
a farinha de aveia, por exemplo, deixa a massa do bolo, muito mais macia, fofinha, leve.
os bolos de caneca são versáteis, e podem conter recheios vegetarianos que combinariam com a farinha integral, de aveia ou de trigo.
portanto, usem e abusem da troca das farinhas.
os bolos saudáveis agradecem.

ingredientes
1 ovo
4 colheres de sopa de leite
3 colheres de sopa de óleo
4 colheres de sopa rasas de farinha de trigo - que pode ser trocada por farinha de trigo integral, farinha de aveia, ou outra de sua preferência
1 colher de café de fermento em pó
2 colher de sopa de tomate seco picado miúdo - escorrido, caso ele contenha óleo em sua composição
2 colheres de sopa de muçarela, picada miúdo
orégano a gosto

rúcula para acompanhar - caso sua família rejeite a rúcula, utilize mangericão, escarola ou, até mesmo, alface.

hora de criar
coloque o ovo em uma caneca relativamente grande - a mesma usada para fazer o bolo na caneca, doce. bata.

acrescente o óleo, o leite e o sal. bata.
adicione a farinha e o fermento. mexa até se tornar uma mistura homogênea. acrescente o restante dos ingredientes - o tomate seco, a muçarela e o orégano. misture levemente.
leve ao microondas por 3 minutos e meio.

enfeite com a rúcula ou com a verdura de sua preferência.

requeri/regina claudia