Mostrando postagens com marcador pão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pão. Mostrar todas as postagens

domingo, 22 de dezembro de 2013

pão individual - no microondas

esta é a receita do pão dunkan, que é elemento de um método de emagrecimento, o método dunkan, pelo qual o mundo - menos eu!!! - ficou fascinado, mais ainda as mulheres, e mais e mais ainda, depois que a duquesa de cambridge contou que havia utilizado, com sucesso.
experimentei fazer o pão, e adorei!!!
é rápido, é prático - mormente se você abrir o seu guardador de pães, e verificar que está vazio - é saudável e é gostoso.

o pão pode ser feito doce, direto na frigideira como uma panqueca, ... e o tempo no microondas vai depender de cada forno ... mas, como tudo que se prepara no microondas, não pode passar do tempo, sendo assim, fica duro.
como ele é à base de ovo, e leva pouca farinha, não vai ser um pão ... pão, mas quebra o maior galho e nos tira da rotina ... enfim, pensando bem, ele é um pão fantasiado de omelete, ou um omelete com jeito de pão ... escolhe você!!!
vamos à receita!!!

ingredientes:
1 ovo - pode ser apenas a clara, mas não é necessário, essa coisa de desprezar a gema, não me agrada
1 colher/sopa de farelo de aveia - pode trocar por outra farinha: centeio, trigo integral, aveia em flocos, finos ou não, uma mistura de aveia com linhaça dourada ... experimente!!! tente!!! invente!!!
1 colher/sopa de iogurte desnatado
ou
1 colher/sopa de água - é o que eu uso
1 colher/café de fermento químico em pó/pra bolo
se quiser pode adicionar ervas secas ou sementes

preparando:
junte tudo e bata, muito bem, com o mixer, juntando 2 garfos, ou com o fouet.
coloque em uma travessa pequena - dependendo do tamanho ele fica fininho - untada e farinhada.
leve ao microondas, na potência alta, por cerca de 2 minutos - lembre-se!!! cada forno tem uma potência.
depois de pronto dourar na frigideira, com um pouco de margarina ou azeite ... isto fica por conta do freguês!!!

comme d'habitude ... experimente!!! tente!!! invente!!!

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

pão colorido

fantasia é a imagem que salta aos olhos, diante da visão deste pão que é uma alegria e uma delícia, principalmente em parceria com um molho apimentado ... você, eu não sei!!! eu gosto!!!

uma receita que permite jogar com as proporções dos ingredientes coloridos que você tenha na geladeira, permanecendo somente a base, ou seja, o fermento, o leite, os ovos, a farinha e o azeite de oliva.

ingredientes:
125 g farinha de trigo - pode ser integral
3 ovos
2 colheres/sopa de leite
2 colheres/sopa de azeite de oliva e um fio pra refogar os cogumelos e o alho porró
150 g peito de frango ou outra parte de sua preferência, refogado, cozido, ou a sobra de ontem
10 azeitonas pretas sem caroço
150 g muçarela cortada ou ralada
50 g de cogumelos paris, cortados em lâminas
1 alho porró pequeno cortado em rodelas
50 g de tomates secos
ou
2 tomates frescos, sem pele e sem semente
15 g fermento biológico
sal, pimenta
manjericão e coentro picadinhos

preparando:
pré-aqueça o forno em temperatura média - lembrando a dica do blogg sobre pré-aquecimento do forno: ligue na temperatura mais alta, deixe aquecer por 15/20 minutos, depois abaixe pra temperatura desejada.
unte com óleo e polvilhe com farinha, uma forma retangular, própria pra pão, descartável ou não, ou um refratário naquele formato, ou outra forma que vc tenha disponível, e que pode ser de buraco no meio. refogue os cogumelos, os tomates frescos - caso tenha optado por eles - e o alho porró em um fio de azeite, por 2/3 minutos - não salgue, pra não criar água.

dissolva o fermento no leite morno.
em uma tigela bata os ovos em ponto de espuma - use um fouêt ou 2 garfos juntos - misture o fermento dissolvido, acrescente o azeite e, em seguida, coloque os outros ingredientes cortados, acerte o sal, coloque a pimenta, o manjericão e o coentro picadinhos. misture com uma espátula e coloque a mistura na forma untada.

leve ao forno, e asse por cerca de 40 minutos.
pra saber se está no ponto, faça o teste com um palito, se sair limpo, o pão está pronto. deixe esfriar sobre uma grade e, em seguida, sirva.

divirta-se!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

pão de grãos sem farinha ... simplesmente fácil!!!

eu acho que uma das razões para este pão ter se transformado num querido é porque ele é tão super fácil de fazer.

pré-aqueça o forno a 180ºc.
unte uma forma ou refratário retangular, próprio pra pão, ou não, - existem as formas descartáveis no mercado.

numa tigela coloque os seguintes ingredientes:
6 ovos batidos em ponto de espuma - como na imagem abaixo
600 g de sementes, grãos e nozes
100 gramas de farinha de amêndoa ou amendoim - bata as amêndoas no liquidificador
2 colheres - chá - de sal grosso
1 xícara - chá - de óleo de girassol
sugestão de sementes, grãos e nozes: linhaça, sementes de gergelim, amendoim, sementes de girassol, sementes de abóbora, amêndoas, castanha de caju, castanha do pará/brasil, macadâmia, avelã, nozes.

piteco do blogg: sementes, grãos e nozes podem ser substituídas por uva-passa, ameixa seca, damasco seco, frutas cristalizadas ... invente!!!
só não dispense as 100 g da amêndoa moída ou do amendoim moído.

mexa/misture bem, e despeje na forma untada.

coloque no forno por 1 hora. quando estiver pronto, retire do forno, e deixe esfriar.

ele está pronto!!!

para brindar as fatias deliciosas vale qualquer complemento, e eu sugiro: tiras de frango, tomate, abacate, qualquer queijo, ... tudo terá um sabor celestial.


crie!!! invente!!! divirta-se!!! pois, cozinhar é o maior barato!!!

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

pão de milho com queijo

não existem muitas iguarias, mais saborosas do que um pão de milho acabado de sair do forno.
e aqui está a minha versão, que é bastante fácil.

não requer espera pra crescer, ou habilidade pra amassar - todos os ingredientes são misturados, mexidos ao mesmo tempo, juntos, despejados em uma assadeira, que é rapidamente levada ao forno ...
simples assim!!!

ingredientes:
250 g de farinha de trigo - integral ou não
180 g de farinha de milho amarela
100 g de farinha de milho amarela moída, ou de semola de milho
2 colher - chá - de fermento em pó
1 colher - chá - sal
1 colher - chá - açúcar
120 g de manteiga derretida
4 xícaras - chá - de leite
4 ovos batidos em ponto de espuma
200 g de queijo ralado - cheddar, muçarela, ou um outro queijo firme
200 gramas de milho - fresco ou de lata/sem a água
1 pimenta vermelha, sem as semente e sem a nervurinha branca do interior, picada - opcional

preparando:
pré-aqueça o forno a 200ºc - sempre tendo como lema, os dizeres: de homem/mulher e forno, cada um/uma sabe do seu/sua.
forre uma forma redonda - 22 cm de diâmetro - com papel manteiga.
misture as farinha e o fermento em pó, o açúcar e o sal. em seguida, junte e misture a manteiga derretida, o leite e os ovos batidos.
adicionar todo o milho, e a maior parte do queijo ralado/reservar um punhado para mais tarde.
se você optar pela pimenta, adicione agora.
despeje a massa na forma forrada e leve ao forno pré-aquecido por, aproximadamente, 50 minutos.
10 minutos antes do pão estar pronto, retire do forno e espalhe sobre ele, o último punhado de queijo ralado.

o pão de milho deve ser servido quente e receber, como acessório, um ensopado de carne, um picadinho, um molho à bolognesa, ... ou, apenas como ele está, com um pouco de manteiga.
ele também pode ser assado em forminhas, então eu diria, que é necessário reduzir pela metade a quantidade dos ingredientes, exceto o fermento em pó.
muffins de milho vão assar em menos tempo - 20 minutos, a 220ºc.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

terça-feira, 6 de agosto de 2013

pão de ovo com brócolis, presunto e muçarela

butta la pasta!!! arrivo a pranzo tra pochi minuti, ou seja, chego para almoçar em poucos minutos!!!
na itália, maridos e filhos dizem: mamma, butta la pasta!!!
a frase, espontânea, quer dizer que a pasta/macarrão vai estar quentinha, pois, se butta, somente quando os comensais estão pra chegar à mesa ... isto é cultura italiana, cuja gastronomia é a mãe das melhores massas e molhos do mundo.
e é de lá que vem a receita de pão de ovo com brócolis, muçarela e presunto ... fácil de preparar e boa para a refeição matinal, almoço, brunch/lanche, aperitivo, ...
as fatias de pão de ovo são muito especiais e cheias de ingredientes saborosos, e vai ser um lanche certamente apreciado por todos, mais ainda se você convidar os amigos e decidir preparar um buffet frio.
na verdade, este pão de ovo pode ser consumido quente ou frio, e até como aperitivo. também será uma excelente oportunidade para usar outras porções de vegetais: neste caso, foi escolhido o brócolis, mas é possível utilizar qualquer tipo de vegetal cozido, como, cenoura, abobrinha, chuchu, couve-flor, abóbora, cogumelos, ...

ingredientes:
6 ovos
300 gramas de farinha de trigo, integral ou não
170 ml de leite
1/2 colher - chá - de fermento em pó
sal a gosto
6 fatias de presunto sem gordura - ou peito de peru - picado
150 gramas de muçarela cortada em pedaços pequenos
150 gramas de topos de brócolis cozido - as florzinhas

preparando:
aqueça o forno em temperatura média ... alguns são a 180º ... de forno e homem, cada uma sabe do seu.
unte uma assadeira retangular, própria pra pão, e forre com papel manteiga, também untado - caso não tenha, serve uma forma de buraco no meio untada, ou a costumeira assadeira retangular, pequena ... não é pela falta de assadeira, que se deixa de fazer a iguaria.
bata os ovos, ligeiramente, em uma tigela grande, para formar um pouco de espuma - use o fouet, ou a batedeira ... tal qual a figura acima.
adicione o leite, em seguida, a farinha, o sal, o fermento em pó, e faça com que tudo fique bem incorporado.
bata a mistura até que se torne lisa.
adicione a muçarela, os topos de brócolis e o presunto.
transfira a mistura pra assadeira/forma untada, e asse por, aproximadamente, 50/60 minutos - faça o teste de palito para verificar o cozimento. se antes de estar completamente assado, a superfície escurecer demais, tampe a assadeira com um pedaço de papel alumínio.
deixe descansar por 10/15 minutos, depois de sair do forno, e corte em fatias.
sirva quente ou frio, e deve ser mantido na geladeira, se não for consumido imediatamente.

divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

segunda-feira, 29 de julho de 2013

pão de banana - sem glúten

"... as antipatias que a cercavam faziam-na assanhada, como um círculo de espingardas enraivece um lobo. fez-se má; beliscava crianças até lhes enodoar a pele; e se lhe ralhavam, a sua cólera rompia em rajadas. começou a ser despedida. num só ano esteve em três casas. — saía com escândalo, aos gritos, atirando as portas, deixando as amas todas pálidas, todas nervosas ...
a inculcadeira, a sua velha amiga, a tia vitória, disse-lhe:
— tu acabas por não ter onde te arrumar, e falta-te o bocado do pão!
o pão! aquela palavra que é o terror, o sonho, a dificuldade do pobre assustou-a. ...
" - eça de queirós/o primo basílio/sobre a criada juliana -
a minha vida tomou um rumo bastante acolhedor, no caminho pra me tornar uma ótima cozinheira, e eu segui aprendendo muito do que há para saber sobre comida, sobre gulodices, sobre agradar pelo estômago, sobre os prazeres da mesa.

e, assim como na vida de uma personagem saída de uma história de eça de queirós - o escritor português cuja obra, em maior escala, menciona a gastronomia como parte da sua fabulação - pude dividir minha intimidade com as panelas, colheres e assadeiras.

este pão é úmido, saboroso, e ótimo para agradar a quem o faz, e a quem senta à mesa como convidado, e sua receita tem um preâmbulo, outra receita, a da farinha de grão-de-bico:

farinha de grão-de-bico caseira, faça a sua!!! é preciso 1 saquinho de grão-de-bico, deixado de molho na água, de um dia pro outro - troque a água enquanto estiver acordada/o.
no dia seguinte, retire da água e deixe secar bem. depois de secos, bata no liquidificador, até formar uma farinha bem fina.
secar os grãos no forno, sem deixar queimar, e depois bater no liquidificador, facilita bastante.
pronto!!! use como quiser.

ingredientes:
3 ovos
1/4 xícara - chá - de mel
1 colher - chá - de essência de baunilha
3/4 xícara - chá - de farinha de grão-de-bico
1 colher - chá - de bicarbonato de sódio
1/2 colher - chá - de canela em pó
1 pitada de sal
1 banana amassada
1 xícara - chá - de nozes picadas
1/2 xícara - chá - de tâmaras e/ou ameixas pretas picadas
1/2 xícara - chá - de uvas-passas
1/2 xícara - chá - de coco ralado sem açúcar
1/2 xícara - chá - de cenoura ralada

preparando:
pré-aqueça o forno em temperatura quente ... depende do seu forno ... homem/mulher e forno, como não canso de dizer, cada um sabe do seu/sua.
envolva as frutas com amido de milho e, antes de utilizar, penere pra retirar o excesso.
unte uma forma de pão - se não tiver, a de buraco no meio serve - com spray de cozinha, com óleo de girassol ou com manteiga.
usando a batedeira - ou a mão - misture os ovos, o mel e a baunilha, até agregar bem.
em uma outra tigela misture a farinha de grão-de-bico, o bicarbonato, a canela e o sal ... adicionar a mistura seca aos ingredientes úmidos. misture tudo até que a massa fique lisa e homogênea.
junte a banana amassada, as nozes, as tâmaras, as passas, o coco e a cenoura. despeje a massa na forma preparada.
asse até que o pão esteja levemente dourado - 35 a 40 minutos - ou até que um palito inserido no centro saia limpo. deixe esfriar antes de desenformar.

notas do blogg: algumas receitas, como esta do pão de banana, exigem farinhas bem fininhas. ao comprar, sinta-as com a mão. farinhas granuladas - a de arroz, por exemplo - dão resultados diferentes. esta é uma questão essencial.
portanto, pra este pão, a farinha tem que ser fininha, como a de grão-de-bico, indicada na receita, que pode ser comprada em lojas cerealistas, ou feita em casa.

um bom passeio, pra quem gosta de cozinhar, e conhecer ingredientes incomuns nos mercados comuns, são as lojas cerealistas, aquelas que lembram mercearias antigas e vendem farinhas, grãos, cereais, sementes, frutas secas, ... a granel.

onde comprar??? em sampaulo, no mercadão, ou na rua santa rosa; no rio de janeiro, no saara, e no mercado de madureira.

poucos paulistanos sabem que, próximo ao mercadão, existe o paraíso de compras gastronômicas. a rua santa rosa e seu entorno compõem a zona cerealista. uma área onde os aromas tomam conta da atmosfera local. a santa rosa tem tudo o que o mercadão tem, com a vantagem do preço ser muito ... muito atraente.

sobre a rua santa rosa/sp

por outro lado, se houver alguma loja de produtos naturais perto de você, que não seja tão versátil, faça-a ser dando sugestões ao dono, ele certamente irá agradecer, pois muitas vezes não sabe o que comprar ou quais são as necessidades específicas da freguesia.

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sexta-feira, 12 de abril de 2013

pão recheado, no lanche do final de semana

ingredientes:
100g de batata
sal e pimenta
2 ovos
1 pão integral pesando aproximadamente 750g
1 maço cebolinha
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
100g de picles de pepino
150g de peito de peru
80g de queijo cremoso
350g de ricota esfarelada
1 limão siciliano

preparando:
cozinhe as batatas com casca - assim elas não encharcam - descasque ainda quentes, coloque as batatas descacadas numa travessa e amasse-as.
cozinhe os ovos por 8/10 minutos.
corte um dos bicos do pão e remova o miolo cuidadosamente.
corte as cebolinhas em fatias finas.
lave os pimentões, corte, limpe por dentro, cuidando pra retirar o filete branco, e pique em cubinhos.
pique os picles de pepino e o peito de peru em cubos pequenos.
pique os ovos grosseiramente.

finalmente, misture com as batatas amassadas: cebolinha, pimentões, pepino, peito de peru, ovos, queijo cremoso e ricota esfarelada, acerte o sal e acrescente a pimenta.
recheie o pão, cuidadosamente, com esta mistura, embrulhe o pão com papel filme, e leve à geladeira, por 2 ou 3 horas pra resfriar.

sirva com limão cortado em rodelas, este delicioso pão recheado, que deve ser saboreado com suco de limão.

à espera, deixe uma salada de frutas montada em camadas, alternando frutas picadas e uma mistura feita com uma receita de pudim diet de baunilha, e creme de leite.

divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

lanche coberto por coalhada ... dahi vada chaat

vada, que se pronuncia, vah-daa, é um saboroso bolinho tipo lanche muito consumido na índia.

vada é um alimento tradicional do sul da índia, e conhecido desde a antiguidade para ser degustado no café da manhã. no entanto, se dá muito bem como um alimento das ruas indianas e do sri lanka, onde podem ser um lanche para ser consumido em qualquer hora do dia.

dahi ... conheça, aqui ... é a palavra hindi para iogurte, comumente chamado de requeijão ou coalhada.
de acordo com a ayurveda - nome dado ao conhecimento médico desenvolvido na índia há 7 mil anos - dahi é considerado um alimento de arrefecimento - que controla a temperatura ... abranda, acalma, amaina, diminui, enfraquece - e deveria ser consumido em grandes quantidades durante a estação de verão. na receita de hoje do blogg, o vada é de pão com batata.

os vadas podem variar em forma e tamanho, podem ser quadrados - no caso do pão frito - mas são originalmente em formato arredondado ou de rosquinha, feitos com lentilha, batata, ... e mais uma variadade de ingredientes, resultado da imaginação de cada um ... enquanto se espalham pelo mundo, cada um de nós se vira como pode, ou com o que tem, para fazer o seu vada - uma ótima sugestão é o vada feito com pão frito na manteiga/margarina ... um bread dahi vada ... simples assim.

dahi vada chaat, quer dizer que vamos preparar um lanche de vada com coalhada.
hoje em dia é possível encontrar coalhada pronta no supermercado.

ingredientes:
8 fatias de pão
4 batatas médias cozidas, descascadas e amassadas
500 ml de coalhada
água - use a água do milho verde, que será utilizado como guarnição
sal a gosto
2 colheres/chá de cominho
½ colher/chá de pimenta vermelha em pó
folhas de coentro picado
folhas de salsinha picada
folhas de manjericão picado
cebolinha picada
cenoura ralada
milho verde coco ralado - sem açúcar

preparando:
tempere a coalhada com um pouco de sal, e leve à geladeira.
cozinhe as batatas, retire a pele e amasse as batatas. adicione o sal, a pimenta em pó, as folhas de coentro e misture bem para formar uma massa.
coloque água em uma tigela funda, e mergulhe uma a uma as fatias de pão, por 2 ou 3 segundos.
pressione cada fatia de pão com as duas mãos, e esprema o excesso de água.
coloque 1 colher de sopa da batata amassada sobre cada fatia de pão, dobre o pão umedecido sobre a batata, e sele as bordas para formar uma bola. pressione ligeiramente pra achatadar a bola. repita o processo com todas as fatias de pão.
aqueça uma frigideira untada com óleo, e frite as bolas achatadas de pão - uma a uma - até dourar virando continuamente para assegurar uma coloração dourada em todos os lados.
coloque as bolotas de pão achatadas em uma tigela, cubra com a coalhada temperada, coloque chutney por cima, ervas picadas, pimenta em pó, cenoura ralada, coco ralado natural/sem açúcar, milho verde ou creme de milho verde, pimenta biquinho, batata palha ... ou o que preferir ...

dica: se vc optar por enfeitar com milho verde ou creme de milho verde, se usar milho verde em lata, ou o fresco cozido na hora, a água do milho pode servir pra umedecer as fatias de pão.

use a imaginação!!! exagere!!! divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

domingo, 11 de março de 2012

pudim de pão - salgado -

dei um jeito novo no topo do assadeira, uma das melhores dádivas, entre as maiores, que eu me dou ao prazer de manter neste novíssimo e deslumbrante mundo, este mundo que se dá no infinito eletrônico da internet ... só pra iluminar a visão dos gulosos visitantes do blogg, que é o que importa.

o prazer de alimentar e de comer é o mais importante da vida, e chega antes da alimentação de sobrevivência. a gastronomia nasceu deste prazer e transformou-se em arte, a arte de cozinhar.

alimentar, gosto de dizer, é a mais primitiva e eficiente demonstração de amor.

eça de queirós incluiu em sua obra, em sua arte, a de escrever, inúmeras sensibilidades gastronômicas e descrições avassaladoras sobre comidas ou refeições. ele não se priva de mencionar a gastronomia como parte da sua fabulação. suas personagens roubam lascas de bacalhau ao sabor de um fio mole de azeite português, ou se lambusam com as doces delícias cor de ovos, e muito açúcar.
em qualquer ponto de sua obra, em nenhum momento ele nos deixa na mão, seja citando a alimentação em português ou em língua estrangeira, seja aludindo à alimentação comum, geral, do almoço, da ceia, do jantar, do banquete, do ágape, ... seja através de alusões a animais como alimento, alusões à natureza vegetal como ingrediente, alusões a comidas exóticas, tudo inserido no contexto ficcional, histórico, geográfico ... cabras da getúlia, moreias do lago lustrino, azeite de venafro, ... inserções simpáticas e saborosas feitas na própria narração auxiliando ao escritor na montagem da linha inconfundível de uma fabulação repleta de beleza estética, fantasia, ironia, sátira, ...

diante de tudo isso, humildemente ofereço uma receita boa, gostosa, prática que vai agradar aos que buscam a facilidade na cozinha.

ingredientes:
1 pão de forma, aparado
1/2 litro de leite fervendo
4 ovos
1 colher - sopa - rasa de fermento químico em pó
1 lata de ervilha
1 lata de palmito - pode substituir por 1 lata de milho verde sem a água
1 lata de atum
azeite de oliva
3 tomates grandes sem pele, picados, ou um sache de molho pronto
1 sache de caldo de legumes - se necessário, para acertar o sal
2 colheres do meu tempero - receita aqui
azeitonas

preparando:
pré-aqueça o forno a 180 graus.
unte uma forma de buraco no meio com óleo e farinha de rosca.
faça um refogado com azeite, meu tempero - aqui, os tomates/molho pronto, a ervilha, palmito/milho, atum, azeitonas.
despeje o leite fervendo sobre o pão de forma, e misture até desmanchar o pão. quando amornar
acrescente os ovos inteiros e o fermento. misture.
junte a mistura de pão ao refogado, misture bem para agregar todo mundo, coloque na forma untada, e leve ao forno pra assar, até que a faca/palito saia limpinho.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

churrasco de apartamento, pão de alho e molho de cenoura pra salada

o sonho dos invejosos moradores de apartamento é fazer churrasco.
as churrasqueiras vendidas por aí, aquelas que os vendedores insistem em chamar de apropriadas, são caras, muitas nem sempre cumprem o prometido, não nos privam do fumacê que insiste em fazer parte da festa, ou do trem de cozinha que fica lá, nos aguardando sobre a pia.
foi então que, escritório e apartamento, irmanados em união sem precedentes, nos trazem uma alternativa barata, sem possibilidade de erro ou decepção, livre da inconveniente fumaça e, quem sabe, pouquíssima louça pra lavar, caso você opte por uma assadeira descartável.
a coisa toda se passa dentro do envelope de papel pardo, aquele usado para envelopar documentos escritos em folha de papel ofício. sabe qual???

a costela
ingredientes:

2 quilos de costela bovina - escolha um pedaço robusto, mas com pouca gordura
1 envelope grande - daqueles que se usa em escritório
azeite de oliva próprio para culinária, ou seja, não precisa ser o extra virgem
grampeador, também usado em escritório
sal
1 assadeira grande, que pode ser do tipo descartável

preparando:
ligue o forno em temperatura quente.
corte a carne em 2 pedaços e tempere com sal.
coloque o envelope sobre a assadeira e passe azeite de oliva em suas duas faces - nas duas faces externas, apenas. com a ajuda da mão espalhe de um lado, vire o envelope e espalhe do outro lado. o envelope deve ficar encharcado de azeite. o azeite prenetará no interior do envelope.
arrume os pedaços de costela dentro do envelope. feche a aba do envelope e grampeie, como se estivesse preparando uma encomenda.
coloque o envelope em uma forma e leve ao forno preaquecido por 1 hora.
desembale a costela cortando, com cuidado para não se queimar com o vapor, o envelope que a envolve.

sirva com farofa, salada, e pão de alho.

pão com alho
ingredientes e preparo:

misture 1 xícara de maionese, 8 dentes de alho espremidos, suco de 1/2 limão, 100g de queijo parmesão ralado e 1 xícara de salsinha e cebolinha picadas. passe a mistura num filão de pão italiano cortado ao meio no sentido do comprimento, ou sobre fatias de um pão italiano redondo. leve ao forno para dourar, rapidamente. cuidando para não deixar o pão torrado e duro.

molho de cenoura para temperar a salada
ingredientes e preparo:

3 cenouras medias cruas
1 cebola média
1 ou 2 dentes de alho
1 vidro pequeno de maionese
1 caixinha de creme de leite - 200g
1/4 de xícara - chá - de vinagre
1/2 xícara - chá - de suco de limão
1 xícara - chá - de azeite de oliva extra virgem
sal ou caldo de legumes em pó e orégano a gosto

bata tudo no liquidificador, em velocidade média, deixando mais liso ou mais granulado, conforme a sua preferência.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

torta de sardinha

preparando os ingredientes:
250 gramas de pão - francês amanhecido ou de forma, integral, de grãos, qualquer um de sua preferência
1 litro de caldo de legumes 0% de caloria
2 cebolas grandes picadas
umedeça o pão no caldo. reserve.
frite a cebola e acrescente 3 colheres - sopa - de massa de tomate.
bata 2 ovos, inteiros, como se fosse pra fazer omelete. reverve.
numa vasilha, esfarele 3 latas de sardinha em seu óleo, misture 1 lata de ervilhas e 1 copo de azeitonas verdes picadas. misture bem, sem deixar que as ervilhas desmanchem. junte a mistura ao refogado de cebola e massa de tomate. misture e refogue para incorporar todos os ingredientes. reserve. deixe esfriar.

importante e digno de atenção: a ervilha pode ser substituída por 2 abobrinhas médias, raladas. eu prefiro assim. neste caso, rale-as e refogue com a cebola e a massa de tomate. tome cuidado, pois, a abobrinha cozinha rápido. em seguida, proceda como com a ervilha.

escorra o pão numa peneira para eliminar o excesso de caldo. acrescente o pão escorrido ao refogado, misture, acrescente os 2 ovos batidos, e misture tudo muito bem.
religue o fogo. mexendo sempre, espere até que apareça o fundo da panela, sem deixar grudar.
coloque a massa numa forma untada com óleo, no forno pré-aquecido em temperatura quente - 210 graus - por 30/40 minutos.
retire do forno, deixe esfriar, e leve na geladeira por 2 horas. desenforme.
coma gelado - delícia!!! - com salada verde.
se preferir, coma quente. para desenformar, deixe reduzir a quentura.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

domingo, 16 de outubro de 2011

fatias de pão italiano, tostadas, com queijo

uma viagem até o interior da frança, e que não tinha intenções gastronômicas, transformou-se numa aula da mais rica gastronomia culinária.
jamais deixei de pensar no assunto, e arrumei um jeito de dividir as descobertas que fiz, o meu assadeira.

na frança, pão - que pão!!! - e queijo de boa qualidade, no forno ou não, com ou sem jambon - presunto - não tem erro.
a fome apertou? ali é o refúgio.
essa combinação tem nome, croque-monsieur, e existe há mais de um século. o nome vira croque-madame, se ganhar um ovo frito.
queijo, na frança, é covardia, e o croque-monsieur, com queijo nativo, é dupla covardia.
a receita conhecida leva queijo ralado sobre pão, presunto e uma mistura de ovos com creme de leite, vai ao forno quente e ninguém morre de fome. vem cá pra conhecer uma receita que eu criei, a partir desse modelo, e também pra saber sobre a origem do croque-monsieur, e de seu companheiro, o croque-madame, e outras histórias.

a receita de hoje é um pouco daquilo. experimente.
ingredientes:
8 fatias grandes de pão italiano - use o filão, suas fatias se acomodam melhor na assadeira
1 1/2 copos de vinho branco seco
500g de queijo gruyère ralado - pode ser usado o parmesão ralado, o gorgonzola ou roquefort esfarelado, muçarela ralada, ou outro de sua preferência
3 ovos
1 caixinha de creme de leite
sal, orégano e pimenta do reino, a gosto
1 xícara - chá - de azeitonas verdes picadas
manteiga ou margarina

preparando:
pré-aquecer o forno em temperatura quente - acima de 200 graus.
derreter a manteiga ou a margarina numa frigideira, e tostar, levemente, as fatias de pão.
coloque-as, lado a lado, numa assadeira revestida com papel manteiga, regue com 1/2 copo de vinho. reserve.
misturar os outros ingredientes - queijo, ovos, creme de leite, pimenta, orégano, azeitonas picadas - e espalhar sobre as fatias de pão.
assar durante 10 minutos em forno pré-aquecido.
enfeite com as folhas de manjericão e com as nozes moídas.

servir no lanche com salada de alface, escarola, rúcula, tomate, cubos de presunto de peru.

enfim, eu dou a idéia, você faz do seu jeito.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

pão com manteiga de alho - le préfou




o préfou - originalmente pré four, ou seja, pré forno - é uma das melhores delícias da culinária francesa, mais especificamente, da culinária francesa da região de vendée, no oeste da frança,no meu caso, mais especificamente, de maillé - comunidade francesa na região administrativa da pays de la loire, no departamento de vendée. maillé possue pouco mais de 700 habitantes distribuídos por uma área de 17,66 km², e cuja densidade é de 43 hab/km². foi alí, naquele cenário de filme francês, que fiquei hospedada, em casa de amigos, e conheci le préfou.

simples e incrivelmente delicioso, o préfou é uma baguette - indescritível e excepcional, o pão produzido naquela região da frança - assada, fartamente lambuzada com manteiga e alho, pra acompanha qualquer coisa, ou não acompanhar nada.
comer o préfou, assim, simplesmente, tomando vinho ou pastis ricard, ... é o mesmo que matar a vontade de comer aquela coisa que não se sabe o que é, sensação que todos nós, num dia ou dois das nossas vidas gulosas, já experimentamos. pois então, o préfou presta-se a satisfazê-la completamente.
pode testar.
a receita está aqui.

préfou - pão aromatizado com manteiga de alho
ingredientes:
150 g de manteiga salgada mole
3 dentes de alho amassados
​​2 colheres de sopa alecrim
pimenta do reino
1 baguette longa
ou
2 baguettes curtas

preparando:

o ideal será fazer a massa do pão, dar-lhe a forma de baguette, achatá-lo, conforme a próxima imagem, e levar ao forno.

portanto, caso você queira fazer o pão em casa, siga a receita.

ingredientes:
500g de farinha
20g de fermento fresco
400ml de água

preparando o pão:
peneire a farinha, em um recipiente grande. adicione o sal. dissolva o fermento num pouco de água amornada. faça um buraco na farinha, adicione a água contendo o fermento e amasse com as mãos. vá adicionando água, e utilize, pouco mais ou pouco menos dos 400ml indicados na receita.
amasse bem, faça uma bola com a massa, cubra com um pano úmido, deixe crescer por 1 hora. depois de uma hora alisar a massa e moldá-la em uma forma alongada como uma baguette, achate-a, pois ela deve ficar bastante plana. deixe no forno por aproximadamente 20, retirando pra cortá-la ao meio e passar a manteiga.
agora, siga as próximas instruções.

a etapa seguinte, espalhar a manteiga temperada sobre ele, deve ser realizada antes que sua crosta adquira coloração dourada.
cumprindo esta regra, retire do forno, corte ao meio no sentido do comprimento, passe uma farta camada da manteiga temperada, em toda a extensão de cada uma das metades do pão, una as duas partes, envolva-as com papel alumínio, para que a manteiga penetre, e leve ao forno até que a manteiga derreta, uns 10 minutos ... gosto de dizer: cada um sabe do seu forno.

retire do forno, desembrulhe e volte com o pão pra dentro dele, para que o pão complete sua tarefa, ou seja, fique dourado e crocante.

não esqueça!!! o segredo é achatar a gostosura.

achatar é a regra: se você fez o pão em casa, e na primeira cozedura, o pão crescer, retire-o, achate-o novamente, e retorne com ele ao forno para que asse sem deixar que crie a crosta dourada.

caso não seja possível fazer o pão em casa, compre a baguette mais clara que encontrar.

atenção!!! a baguette, se for comprada pronta, deve estar clarinha. trate na padaria, que lhe forneçam baguette pré-cozida. caso não seja possível, escolha a mais clara que encontrar.
preaqueça o forno a 210º, e prepare a manteiga.
coloque numa travessa: a manteiga, o alho, o alecrim, a pimenta, e mexa até que os ingredientes fiquem agregados.
espalhe uma farta porção da manteiga aromatizada ao longo das duas metades do pão, envolva-o com papel alumínio, para que a manteiga penetre, e leve ao forno até que a manteiga derreta. retire do forno, desembrulhe e volte com ele ao forno por alguns minutos ou até que o pão fique crocante e dourado.
em qualquer uma das formas de preparo do préfou, seja fazendo o pão em casa, seja comprando a baguette na padaria, depois de assada, a baguette em sua última fase de forno, corte-a em fatias.

a história:
o préfou, prova-se efetivamente quente, à l'apéritif ou acompanhando qualquer carne.
seja numa festa grandiosa, num convescote íntimo e particular, ou num passar de noite jogando conversa fora, ... le préfou é uma compulsão saudável e cheia de brilho.
o préfou é uma antiga receita dos padeiros de la vendée.
para testar a temperatura ideal do seu forno - daí o termo pré four, ou seja, pré forno, que derivou pra corruptela, préfou - na falta de termômetro, os padeiros utilizavam um pedaço de massa de pão, sobre uma telha aquecida, à boca do forno, antes de cozer o pão. para não perder/despediçar o pedaço de massa, lambuzavam-no com um naco de manteiga, e um bom tanto de alho grosseiramente amassado. a real tradução do jargão: unir o útil ao agradável.
le préfou vendéen é conhecido como um verdadeiro sucesso. aquecido por alguns minutos para obter uma crosta estaladiça, a iguaria é uma tradição na região do vendée.
em maille não fiquei, um dia sequer, sem me fartar dessa maravilha.
todas as famílias da pequena cidade, na casa de seus familiares, até dos que sairam para morar longe dali, não se dispensa a comilança de le préfou.

este pão é puro extase.