Mostrando postagens com marcador repolho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador repolho. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

rejuvenescedora sopa de abóbora tão festejada em halloween

bom mesmo, é inventar uma boa sopa!!!
melhor ainda se forem três sopas!!!

bouillabaisse, é um prato da cozinha francesa, e é uma sopa.
sua base é um caldo adornado com pão amanhecido, servido junto com peixe, ervas e legumes. sua origem é lá pras bandas do mediterrâneo. conta a lenda que teria sido levada pelos gregos.
na culinária judaica, deliciosa!!! as bolinhas de matzá são servidas em uma sopa de galinha, e fazem o gosto de adultos e crianças.

resta dizer que a sopa existe desde sempre. a descoberta do fogo, que esquenta a água, que aquece o estomago, foi o começo de tudo.
cremosa, líquida, grossa, aguada, pedaçuda, lisinha, de aveia, outros cereais, com macarrão, de pão, legumes, com arroz, feijão, de frango, de carne, de peixe, no prato, na cumbuca, na xícara, ... seja como/qual for, a sopa alimenta, desce sem esforço, é de fácil digestão, favorece o emagrecimento - o metabolismo agradece, já que ele age mais rápido quando nos alimentamos dela - e, como se não bastasse, facilita o trabalho da cozinheira ... na hora de lavar a louça.

por ora, a sopa é de outra casta, é de abóbora, é rejuvenescedora, e compreende, neste momento, neste mês, a um festejo tradicionalmente americano dos usa, mas que o brasileiro vem, aos poucos, e com a ajuda da comunicação via web/internet, adotando como seu ... são 3 receitas!!! cujos ingredientes periféricos podemos adaptar ao nosso gosto, ao tamanho da nossa família, ou ao número de començais ...

primeira receita:
ingredientes:
650 g de abóbora picada - moranga ou de pescoço
1 repolho pequeno passado no processador ou cortado bem miudinho
1 lata de creme de leite light
água o suficiente - 3 ou 3 1/2 l
3 tabletes de caldo de frango assado
2 colheres do meu tempero

cozinhe na panela de pressão, e nos 3 litros d´água, a abóbora, o tempero e os 3 tabletes de caldo. a abóbora, depois de cozida, bata no liquidificador ou no mixer, e junte a ela o repolho. deixe cozinhar por 20/30 minutos, aproximadamente, permita que engrosse, não muito, desligue o fogo, e acrescente o creme de leite.

segunda receita:
ingredientes:
300 g de abóbora em cubos - moranga ou de pescoço
700 ml de caldo de legumes
350 g cubos de maçã sem casca e sem semente
200 g de creme de leite
tomilho fresco ao seu gosto
1 colher/chá de gengibre fresco e ralado
2 colheres/chá de curry em pó
pra decorar:
1 maçã pequena fatiada ou ralada
creme de leite

preparando:
cozinhe a abóbora no caldo de legumes. após cerca de 10 minutos adicione a maçã em cubos, e cozinhe até que esteja macia. bata na própria panela com o auxílio do mixer, ou leve ao liquidificador.

misture o creme de leite, as folhas de tomilho, o gengibre e o curry em pó e acerte o sal. cozinhe por 10 minutos e, em seguida, despeje em tigelas de sopa.
decore com a maçã e sirva com uma colherada de creme por cima.

terceira receita:
ingredientes:
2 colheres/sopa de óleo de girassol - lembrando que este óleo é o mesmo encontrado nas prateleiras do mercado ... simples assim!!!
1 colher/sopa de curry em pó
1 colher/chá de gengibre em pó, ou fresco, e ralado
1 colher/chá de sementes de cominho
1/2 colher de chá de flocos de pimenta vermelha
4 dentes de alho amassados
3 1/2 xícaras de abóbora picada e cozida - moranga ou de pescoço
2 xícaras/chá de caldo de legumes
2 xícaras/chá de leite de coco
sal
coentro picado, para decorar, ou outra erva fresca da sua preferência, salsinha, por exemplo
azeite de oliva virgem pra regar

preparando:
cozinhe a ábobora no mínimo de água, usando vapor, até que esteja tenra e possa ser transformada em purê.
aqueça o óleo em uma panela e adicione o curry, o gengibre, o cominho e a pimenta vermelha em flocos.
mexa por alguns minutos, enquanto os temperos aquecem ​​e tornem o ar perfumado ...
não vá embora!!!
não saia de perto!!!
não se descuide!!!
eles podem queimar em um flash, e você vai ter que começar de novo.

adicione o alho e mexa por um momento. não deixe o alho dourar ... fazendo assim, o sabor vai, delicadamente, dominar a sopa.
despeje o caldo na mistura de especiarias, e mexa bem, fazendo soltar, da panela, qualquer coisa que possa ter aderido ao fundo.

coloque a abóbora no liquidificador e adicione o caldo. misture bem.
aqueça o leite de coco na mesma panela em que aqueceu os temperos e, em seguida, adicione a mistura de abóbora e caldo batida no liquidificador. acerte o sal e regue com o azeite.
sirva com uma pitada de coentro ou salsinha picada finamente.
o brilho do verde do coentro ou da salsinha, contra a tonalidade alaranjada da sopa, adiciona uma sutil idéia de fruto da terra.

abracadabra et, voilà!!!

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

filé de frango gratinado com creme e repolho

o frango é indulgente comigo, e com a maioria das pessoas, acredito, pois se presta a pratos deliciosos da gastronomia culinária.

juntar frango com repolho pode não ser novidade, mas esta receita rápida, não se parece com qualquer outra que junte os dois elementos.

repolho com um pouco de cebola, um pouco de frango, o creme de leite e tudo assado depois, com um pouco de queijo por cima. parece uma receita fadada ao sucesso ... certo??? pois ela é mágica!!!

ingredientes:
2 colheres - sopa - de manteiga
1 cebola pequena
2 dentes de alho
1/2 couve lombarda/repolho
sal e pimenta a gosto
9 ou 10 filés de frango
1 xícara - chá - de caldo de legumes e/ou de frango - o ideal é preparar um caldo com legumes e frango, bem temperado, com ervas, salsão, etc, ... guardar na geladeira, e utilizar sempre que necessário 200 g de creme de leite leve - 1 caixinha
1 xícara - chá - de queijo parmesão ralado, ou muçarela ralada, ou gorgonzola esfarelado, ou a mistura deles - sugestão do blogg: compre um pouco de cada um dos três, ou de dois deles, e misture, é econômico e fica diferente

preparando:
pré-aqueça o forno a 200ºc.

pique a cebola e o alho finamente e corte repolho.
derreta a manteiga em uma caçarola, frite a cebola, o alho, coloque o repolho e refogue por 5/10 minutos. tempere com sal e pimenta, misture e coloque o repolho refogado em um refratário.

naquela mesma caçarola derreta a outra colher de sopa de manteiga, e cozinhe/doure o frango, lembrando de acertar o sal.
despeje sobre ele o creme de leite e o caldo deixe levantar fervura fervura, incorporando todo mundo, juntando os sabores.

coloque os filés de frango sobre o repolho, no refratário e despeje o creme por cima.
polvilhe com o queijo ralado e asse no forno durante aproximadamente, 15 minutos, ou até que o queijo derreta.

use a imaginação!!! invente!!! exagere!!! divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

bacalhau com arroz e repolho

"... a cozinha e a adega exercem uma larga e directa influência sobre o homem e as sociedades." - eça de queirós -

ingredientes:
1/2kg de bacalhau
1 repolho pequeno
1 xícara de arroz
1/2 vidro de leite de coco
3 colheres - sopa - do meu tempero - receita, aqui
1 xícara - chá - de cheiro verde picado
folhas de manjericão
azeitonas pretas picadas
azeite de oliva extra virgem

preparando:
retire o sal do bacalhau. deixe de molho em um fio de água corrente por 5 ou 6 horas. retire as espinhas e a pele e separe em lascas. alguns supermercados vendem as lascas de bacalhau limpas, sem espinhas e sem a pele. se comprar assim, apenas deixe de molho.
numa panela refogue o meu tempero sem dourar.
deixe refogar por 5 minutos e acrescente o bacalhau. refogue.
acrescente o repolho, só a parte das folhas, sem o talo do meio, mexa e deixe até que as folhas do repolho estejam cozidas a seu gosto, e tudo muito bem agregado.
à parte, cozinhe o arroz misturando, na água, o leite de coco. - vem conhecer a minha receita de arroz -
misture o refogado de bacalhau e repolho ao arroz, arrume tudo numa travessa bonita, e enfeite com o cheiro verde, o manjericão e as azeitonas.

se quiser, sirva com brócolis cozidos.

o beberico pode ser suco ou vinho.
o vinho tinto apresenta taninos, e não combina com peixe, pois, deixa na boca, uma sensação desagradável de metal.
o bacalhau é invocado, não foge à regra, e se dá bem com vinho sem taninos.
ele se dá bem com vinho tinto, branco, e rosado. um branco encorpado com inclinação pra madeira, ou algum bem frutado, sem taninos, sustenta muito bem, não apenas as receitas com bacalhau, mas várias receitas com peixe.

abracadabra et, voilà ... ora pois!!!
requeri/regina claudia