segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

falafel ... bolinho de grão-de-bico

grão-de-bico nos deixa mais alegres, espanta a depressão porque produz serotonina, a substância que nos traz sensações agradáveis.
o preço do grão-de-bico é meio salgado - sem trocadilho - mas pela relação custo benefício vale a pena tê-lo no prato com mais frequência, principalmente por aqueles que se sentem tristinhos, por nada.
é provável até que nossos ancestrais soubessem desse efeito. caso contrário teriam desistido do cultivo da planta, muito sensível ao clima, ao solo ou ao ataque de pragas.
é essencial que o grão-de-bico seja utilizado sem a casca, já que ela dificulta a absorção de outros nutrientes, pelo nosso organismo.
se você já comeu falafel no egito, ou em qualquer outra parte do mundo, estes bolinhos achatados podem ser tratados como seus velhos conhecidos.

mas, não se acanhe ... eu também nunca estive no egito!!!

então, se você servir com vegetais fresquinhos e/ou picles, ou com conserva de repolho roxo e cebola, molho tártaro, coalhada temperada, ele definitivamente se transformará numa iguaria real.

por outro lado, não sinta que não há saída, por causa de um tal queijo feta - queijo grego feito com leite de ovelha e cabra - você também pode usar queijo de coalho ou queijo mineiro curado, aquele mais durinho, e mais salgado.

o grão-de-bico em lata facilita a vida, mas você pode utilizar o seco, deixando de molho e cozinhando no dia seguinte.

o que precisamos:
1 lata de grão-de-bico em conserva - 500g
1 dente de alho
100g de queijo feta - ou o queijo que você tiver à disposição, com as caracteristicas descritas acima ... mais durinho e mais salgado
1 ovo
sal
pimenta - se utilizar pimenta vermelha/dedo de moça, e não quiser que fique muito ardido, retire as sementes e a nervurinha de dentro
azeite de oliva

como preparamos:
coloque o grão-de-bico e o queijo no liquidificador ou no processador, e bata.
transfira o resultado para uma tigela.
adicione o alho socado, a pimenta, o sal e o ovo. misture muito bem.
faça 10 rissóis/bolinhos achatados, menores, ou se você quiser, pode fazer 6 grandes.
pré-aqueça a panela com um pouco de azeite e frite-os em cada lado até dourar.
sirva com sua salada favorita, dentro do pão sírio, com salada de vegetais frescos, ou de qualquer maneira que você quiser.

divirta-se!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sábado, 29 de dezembro de 2012

batata recheada com queijo

pode ser servida como um acompanhamento ou como prato principal.

ingredientes:
6 batatas grandes com cascas
3 dentes de alho picado bem miúdo, ou amassado
3 colheres - sopa - de maionese
queijo gorgonzola
150g de queijo provolone ralado
ervas da sua preferência - opcional - orégano e alecrim, por exemplo


preprarando:
lave as batatas, fure em alguns pontos com o grafo, e leve ao microondas por 7 minutos em potência máxima, ou até que fiquem macias ... ou cozinhe no fogão convencional, até que estejam macias, sem deixar desmanchar, sem deixar que a casca se desprenda.
corte-as em fatias/lascas grossas - 1cm ou 1 1/2cm - sem chegar até o fim, pois, as fatias devem permacer unidas.
misture a maionese ao alho picado/amasado, e às ervas.
passe um pouco da mintura de alho e maionese entre as fatias.
coloque entre as fatias, alternando, queijo gorgonzola e queijo provolone ralado.
lambuze a superfície de cada batata, com o restante da maionese misturada ao alho.
leve para assar em forno pré-aquecido até dourar.

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

cestinhas de massa folhada com agrião e gorgonzola

quando se trata de fim de semana, dormir um pouco mais, pode significar combinar o café da manhã com o almoço - brunch. então é possível preparar pratos mais robustos como grelhados de carne, sopas, tortas ou saladas sofisticadas.

ingredientes:
1 receita de massa folhada - pode ser da comprada pronta
3 colheres de sopa de óleo
400 g de queijo gorgonzola esfarelado ou ricota esfarelada - juntas ou separadas
2 dentes de alho amassados
salsinha picada
2 colheres de chá de tomilho
sal e pimenta
azeite de oliva
2 punhados de agrião
300 g de salmão defumado ou grelhado, na hora, se preferir
alcaparras

preparando:
pré-aqueça o forno a 200º - lembrando sempre que, marido e forno, cada um sabe do seu.
unte forminhas para empadas.
abra a massa em espessura fina. corte a massa em quadrados iguais - 15 x 15 cm, ou de acordo com o tamanho da forminha que você vai utilizar.
coloque 3 pedaços da massa em cada forminha, desordenadamente, as pontas de uma, não precisam coincidir com as pontas da outra.
asse no forno por, aproximadamente, 15 minutos, até dourar.
remova cuidadosamente as massinhas assadas de suas forminhas, e deixe esfriar.
tempere a ricota/gorgonzola com tomilho, alho, pimenta, azeite, sal e salsinha. faça, dentro de cada cestinha de massa assada, uma caminha de agrião, cubra com um bom bocado da ricota/gosgonzola temperada, e com pedaços de salmão. enfeite com alcaparras, das grandes ou das pequenas. se quiser, salpique todo mundo com pimenta do reino ralada na hora.

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

domingo, 16 de dezembro de 2012

macarrão com molho de abóbora, manjericão e creme de leite

a macarronada de hoje é com macarrão de arroz no formato de parafuso, e molho de abóbora, manjericão e creme de leite ...

não confundir com o macarrão de arroz japonês, o bifum ... o macarrão de arroz da receita de hoje, aqui no blogg, é um macarrão amarelinho, aparentemente igual ao macarrão de semolina ou ovos ...

o macarrão de arroz não contém gluten ... porque a farinha de arroz não tem gluten ...

eu conheço apenas uma marca de macarrão de arroz no comércio ... o macarrão de arroz é espetacular!!! ele se mantém al dente, mesmo se passar o tempo habitual de cozimento ...
ingredientes:
1kg de abóbora cortada em cubos
2 copos de molho de tomate
1 copo de água
1 caixinha de creme de leite
2 saches de caldo de bacon - acerte o sal, se necessário, usando o próprio sal ou mais saches de caldo de bacon
2 colheres - sopa - de óleo de girassol
3 colheres - sopa - do meu tempero - receita, aqui
3 folhas de louro fresquinhas
1 xícara de manjericão
queijo parmesão ralado ou ricota esfarelada

preparando:
ponha pra ferver, a água/sal que irá cozinhar o macarrão.
numa panela coloque a abóbora, o molho de tomate, a água e deixe ferver.
passado um tempo, assim que a abóbora estiver molinha, desmanche os pedaços de abóbora, acrescente o meu tempero, o manjericão, o louro, acerte o sal, e deixe apurar.
lembre que fogão e marido, cada um sabe do seu.
por fim acrescente o creme de leite. misture, deixe levantar fervura, e desligue o fogo.
cozinhe o macarrão, tempere com o molho e cubra com o queijo parmesão ralado, ou com a ricota esfarelada.

simples assim!!!

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

molho de pimenta vermelha ou,
red hot chilli peppers sauce ...

esta receita é deliciosa, além de ser premiada com as vantagens que a pimenta possue, dentre elas, a de dar saciedade ... as pimentas nutrem mais que os pimentões, mais ainda as vermelhas que, além de tudo, guardam a propriedade de serem antioxidantes.

ingredientes:
150 g de pimentas vermelhas sem sementes, sem a nervurinha de dentro, cortadas longitudinalmente - use luvas
4 folhas de louro
1/2 copo - americano - de vinagre de limão
1 pedaço médio de gengibre sem a pele
2 dentes de alho
1 copo - 250 ml - de molho de tomate
1/2 xícara - chá - de óleo de girassol ... sempre!!!

preparando:
bata todos os ingredientes no liquidificador, menos o óleo, o molho de tomate e o alho.
aqueça o óleo, acrescente o molho de tomate e deixe ferver até que desgrude do fundo da panela. acrescente o alho e deixe refogar. acrescente a mistura do liquidificador ao refogado. a partir da fervura, deixe por aproximadamente 10 minutos no fogo brando.
retire do fogo, deixe esfriar, coloque numa vasilha de louça ou de vidro, e guarde na geladeira. utilize sempre que quiser.

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

panquecas de ricota

hoje pela manhã, uma sexta-feira nublada e sombria, senti vontade de algo bom, um desejo pra aqui e agora, ou qualquer manhã do final de semana.
lembrei das panquecas de ricota da nigella!!! feitas para enfeitar com uma geléia qualquer ... framboesa, morango, ameixa seca, ...


ingredientes:
250 g de ricota esfarelada
125 ml de leite
2 ovos grandes - gemas e claras batidas espumando
100 g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
sal
óleo para untar a frigideira


preparando:
misture a ricota e as gemas. adicione a farinha, o fermento em pó e misture bem até obter uma massa interessante.
bata as claras de ovo com um fouet ou com dois garfos juntos, até o ponto de começar a espumar, e adicione à massa.
na frigideira, untada e quente, frite panquecas pequenas que fiquem douradas.

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sábado, 8 de dezembro de 2012

rabanadas com pão de grãos, geléia de ameixa, e cubo de frutas

numa manhã preguiçosa de sábado ou domingo, o que fazer para o café da manhã???

a minha escolha recaiu sobre uma versão diferente de rabanada, acompanhada pelo cubo rubik, o cubo mágico, tão intrigante, mas que poderá ser resolvido a dentadas.

o que podemos querer mais???

conta a história, que as rabanadas apareceram na era medieval, e foram criadas para que fossem utilizados todos os bocados de alimentos, que sobravam nas dispensas das famílias menos abastadas. elas eram fruto do aproveitamento do pão de ontem que, umedecido e aquecido, ficava novo.

juntar os ovos deveu-se à necessidade de transformar o pão velho, em alimento com proteínas. surgia, assim, a rabanada como a conhecemos atualmente.

existem registros históricos, dizendo que a rabanada não era apenas alimento das camadas mais pobres, mas era muito apreciada pelos ricos. nos livros de culinária da época as receitas incluiam fatias de pão branco fresco, com as crostas cortadas, algo impensável para as famílias mais pobres, pelas quais tudo era aproveitado.

é difícil identificar o país que inventou a rabanada. no entanto, pela denominação anglicana, french toast, fica fácil supor que seja um prato de origem francesa.
os franceses a tratam por pain perdu - pão perdido - e são tradicionalmente consumidas em dias de festa. em portugal e no brasil são conhecidas como rabanadas, e consumidas no natal.

ingredientes para a geléia de ameixa:
300g de ameixas pretas sem caroço
4 colheres - sopa - de açúcar - se quiser, utilize adoçante culinário

preparando a geléia de ameixa:
deixe as ameixas de molho com água suficiente pra cobrir todas elas, por 2 horas.
bata no liqüidificador o equivalente a 250g.
pique o que sobrar.
leve tudo ao fogo, junto o açúcar, e cozinhe até dar o ponto.

ingredientes para a rabanada:
3 fatias de pão de grãos
1 ovo
4 colheres - sopa - de leite que pode ser desnatado
1 pitada de sal
5 colheres de sopa de farelo de trigo
manteiga ou óleo para fritar - utilize o óleo de girassol, muito mais saudável, e que conserva a maioria dos nutrientes depois de esquentado
açúcar para empanar
2 colheres - chá - de sementes de gergelim torradas
geléia caseira de ameixa para rechear
morangos para enfeitar

preparando a rabanada:

nota do blogg: as rabanadas podem ser assadas, sendo assim, passe manteiga no fundo de uma assadeira, coloque papel manteiga por cima fazendo com que o papel manteiga grude na forma, passe manteiga sobre ele, distribua as rabanadas passadas no açúcar/ovo/farelo, e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º.

caso vá fritar, numa panela ou frigideira esquente, sem queimar, a manteiga ou óleo. caso vá assá-las proceda a preparação da assadeira conforme descrito acima.
em uma tigela bata os ovos com o leite e o sal.
passe o pão pelo açúcar, pelo ovo, e em seguida pelo farelo - neste ponto acomode as rabanadas na frigideira com a manteiga ou o óleo aquecido, e frite as fatias de pão empanadas, de ambos os lados, até dourar, ou acomode-as na assadeira amanteigada e forrada com papel manteiga e leve ao forno pré-aquecido a 180º.

monte no prato, assim: uma rabanada, geléia de ameixa, sementes de gergelim, outra rabanada, geléia de ameixa, sementes de gergelim e, finalmente a terceira rabanada.
enfeite com as metades dos morangos e, se quiser, polvilhe com açúcar.
ingredientes para o cubo de frutas:
1 fatia de melancia
2 kiwis
1 pedaço de muçarela ou queijo branco
para enfeitar: creme de leite fresco batido, ou chantilly, ou creme de leite light morangos - opcional

preparando o cubo de frutas:
corte as frutas e a muçarela/queijo branco em cubos iguais, e monte como mostra a imagem.

use a imaginação!!! invente!!! exagere!!! divirta-se!!!

abracadabra et, voilà!!!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

enrolados de pão pita, boas ervas e ricota

pão pita, quem é você, de onde você vem???

a receita de hoje é russa, mas o pão pita é de domínio planetário.
os gregos, os russos, os turcos, os sírios, os mexicanos, ... fazem uso da iguaria como protagonista ou coadjuvante das mais variadas receitas.

o pão pita, é achatado e pode ser usado como um envelope, dentro do qual se coloca algum recheio.
o pão pita é feito basicamente com farinha de trigo, e é provável que tenha sua origem no pão ázimo/matzá dos judeus, porém, diferente deste, a massa do pão pita leva fermento.

o pão pita pode ser feito em casa, e pode ser congelado.
o pão pita pode virar a massa da pizza, de frigideira, de panela de pressão, ou de forno.
o pão pita precisa ser macio e elástico pra ser recheado ou enrolado na forma de charuto/tubo.
é muito bom rechear ou enrolar o pão pita com requeijão, geleia, mel, patê, coalhada seca, presunto, queijo, saladas, tabule, carne louca, etc.
ingredientes:
pão pita/pão sírio, rap 10, ou aquele que preferir, neste formato - lembrando que se o disco for dos grandes, deve ser cortado em quatro
1 ricota
sache de caldo de legumes 0% calorias, a gosto
salsinha e cebolinha, e/ou manjericão a gosto - observe a quantidade na imagem que contém as ervas e a ricota, prontas pra serem misturadas
1 ou 2 dentes de alho amassados
1 ou 2 ovos - depende do tamanho do ovo
preparando:
amasse a ricota, e misture com as ervas picadas, com o alho amassado, e com o caldo de legumes.
junte os ovos, misture bem.
em cada disco do pão coloque uma quantidade da misturade ricota, dobre as extremidades e feche nas laterais, formando um charuto/tubo. reserve.
numa frigideira antiaderente coloque dois charutos/tubos por vez. se quiser, unte a frigideira com azeite. deixe dourar os dois lados. aperte delicadamente, para que o charuto/tubo fique achatadinho ... cuidado pra não estourar.

se preferir, pode cortar os charutos/tubos ao meio.
as imagens vão dar uma idéia de como fazer, e de como vão ficar.

agora, depois de tudo eu pergunto: o rap dez, não seria o pão pita brasileiro???

abracadabra et, voilà!!!

requeri/regina claudia

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

carne seca acebolada enriquecida com vinho tinto

ingredientes:
500g de carne seca
3 cebolas grandes
1 dente de alho amassado
cebolinha picada
salsinha picada
2 tomates, ou 1 xícara de molho de tomate pedaçudo, comprado pronto ... afinal, o preço do tomate está descontrolado
1 pimentão verde
1 pimentão amarelo
1 pimentão vermelho
50ml de vinho tinto seco
óleo, azeite e sal a gosto

preparando:
corte a carne em pedaços, e coloque de molho no dia anterior ... enquanto puder, antes de ir dormir, vá trocando a água.
cozinhe na panela de pressão, coberta de água renovada por, aproximadamente, 40 minutos. retire a carne do fogo, e desfie. corte as cebolas em tiras. reserve.
corte todos os legumes em cubos. reserve.
aqueça o azeite e o óleo.
frite a carne desfiada, deixe dourar.
adicione o alho, a cebola, refogue, acrescente os pimentões, misture, refogue e, por fim, ponha os tomates. dê uma mexida incorporando tudo muito bem.
retire tudo da frigideira, coloque numa travessa. reserve.
se precisar, ponha mais azeite/óleo na frigideira, e refogue a cebola até começar a dourar. junte o alho amassado e refogue mais um pouco.
devolva à frigideira, a carne seca reservada, tempere, se quiser, com um pouco de páprica picante, pimenta calabresa seca, cominho, ou outras especiarias do seu gosto, coloque o vinho tinto, misture tudo, corrija o sal, diminua a chama, e deixe cozinhar por mais alguns minutos, até que o vinho evapore.
no momento de servir polvilhe a salsa e a cebolinha sobre a carne seca.

sirva com abóbora cozida ou assada, com quibebe, com polenta, com mandioca frita, muita salada, com pure de batatas, com arroz e feijão, ... como quiser ... pode ser, inclusive, recheio de pizza, sanduiche ou torta, molho de macarrão, ...

dica do blogg: para dessalgar e desfiar a carne seca - saiba como, de maneira rápida e fácil, aqui!!!

abracadabra et, voilà!!!


requeri/regina claudia

sábado, 24 de novembro de 2012

gratinado de abóbora

o gratinado de abóbora é um prato que todos devem ter entre suas melhores receitas, aquelas que nos dão uma solução quando queremos nos deliciar com uma comida saborosa.

o gratinado de abóbora pode ser o prato principal, acompanhado por uma farta salada, ou a guarnição, para acompanhar galinha e peixe.
o sucesso deste prato é a combinação do creme de leite com a doçura da polpa da abóbora - não coloco na mesma mesa os derivados de leite e a carne vermelha, aliás, como quase nada - muito quase - de carne vermelha.

como se isto não fosse suficiente, é um prato simples de fazer, e o seu maior trabalho será cortar a abóbora, e misturá-la com o creme de leite.

caso você tenha visitas poderá deixar este gratinado preparado e na geladeira, desde o dia anterior, pra levar ao forno na hora da comilança.

ingredientes:

900 g de abóbora
dentes de alho amassados, a gosto - caso preferir, use o meu tempero, cuja receita está bem aqui
250 g de creme de leite
1/2 xícara - chá - de qualquer queijo ralado ou esfarelado: muçarela, parmesão, gorgonzola, ...
1/2 colher - café - de noz-moscada
sal e pimenta a gosto

nota do blogg, sobre o uso do creme de leite: muitas pessoas têm dúvida sobre isto, e eu fui buscar as respostas, com aquela que domina o assunto ... a nestlé:

- creme de leite de caixinha e lata são diferentes? o creme de leite nestlé em lata ou caixinha oferece a mesma qualidade e sabor característicos, com diferenças mínimas que estão relacionadas ao processo de fabricação que difere em cada uma das variedades.

- é preciso retirar o soro do produto em certas preparações? o consumidor pode utilizar o creme de leite conforme sua preferência. as receitas testadas e recomendadas pela cozinha nestlé indicam utilizar o produto como um todo, inclusive com o soro, pois ele é rico em nutrientes.

- pode-se ferver o creme de leite? não recomendamos submeter o creme de leite a congelador, freezer ou fervura, pois essas variações de temperatura podem alterar as características originais do produto, prejudicando a preparação.


preparando:

unte, com óleo, um refratário. ligue o forno em fogo alto.
lave e descasque a abóbora, corte ao meio e retire as sementes.
corte a abóbora em fatias finas usando um daqueles acessórios próprios para fatiar alimentos, o processador para cortar fatias finas ou, simplesmete, uma faca.
numa vasilha misture o alho picado ou o meu tempero, o queijo da sua preferência ralado ou esfarelado, o sal, a noz moscada e a pimenta ... adicione, cuidadosamente, as fatias finas da abóbora, e misture bem.
coloque a mistura no refratário untado untada, e leve ao forno por 35/40 minutos, ou até que a superfície fique gratinada ... macia e dourada.
abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

pão de queijo

pão de queijo em duas versões ... uma normal, com a massa própria pra enrolar e assar no forno, e outra de liquidificador ... ambas se prestam à luxúria do waffle de pão de queijo ... que também pode ser cozinhado na frigideira antiaderente.

pão de queijo de liquidificador

ingredientes:

500g de polvilho doce
4 ovos
1 1/4 de xícara - chá - de leite
1/2 xícara - chá - de óleo
2 colheres - chá - de sal
300g de queijo parmesão ou de queijo meia cura

preparando:

unte e ligue o fazedor de waffles ou a sanduicheira.
bata os ingredientes no liquidificador - menos o polvilho.
com o liquidificador ligado, e pelo buraquinho da tampa do copo do liquidificar, vá colocando o polvilho, colher a colher.
se a massa estiver muito grossa, pare de acrescentar o polvilho - varia conforme o polvilho.
finalmente!!! coloque a massa na chapa quente do fazedor de waffle ou da sanduicheira, feche e deixe corar.

pão de queijo de enrolar e assar no forno

ingredientes:

2 xícaras - chá - de leite
200g de manteiga
500g de polvilho doce
1 colher - sopa - rasa de sal
3 ovos
200g de queijo meia cura

preparando:

unte e ligue o fazedor de waffles ou a sanduicheira.
misture o leite e a manteiga, e deixe no fogo até ferver.
à parte, numa travessa grande, misture polvilho e sal.
despeje, devagar, o leite fervente sobre a mistura de polvilho e sal, mexendo com um garfo até virar uma massa pastosa.
deixe amornar.
coloque os ovos, um a um, mexendo bem pra incorporar todo mundo antes do próximo ovo - faça isto com uma colher, com a batedeira em velocidade baixa, ou com a mão. acrescente o queijo ralado e misture.
a massa estará mole, portanto, se quiser enrolar as bolinhas, ela deve ficar na geladeira por 1 1/2 ou 2 horas.
agora entra o recurso da maquininha de waffles ou sanduicheira ... caso a vontade seja devastadora coloque a massa às colheradas em uma delas, feche, e deixe assar até dourar.

quer uivar pra lua de tanto prazer??? sirva com requeijão ou queijinho daqueles que a gente compra embrulhadinho, um a um, com salada - como na foto - com geléia, doce de leite, ... use a imaginação!!!

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

pesto de espinafre, abacate e rúcula

ingredientes:

1 1/2 xícaras - chá - de folhas de espinafre branqueadas - lave bem as folhas de espinafre, mergulhe as folhas na água fervente, apague o fogo, escorra e mergulhe na água gelada, imediatamente. escorra novamente, e retire o excesso de água espremendo bem
1 abacate pequeno maduro cortado em cubos
1 xícara de folhas de rúcula
3/4 xícara - chá - de folhas de manjericão
1/2 xícara - chá - de nozes
1/2 xícara - chá - de queijo parmesão ralado
5 dentes de alho, descascados e amassados
sal a gosto
1/2 colher - chá - de pimenta do reino
1 colher - sopa - de suco de limão siciliano
1/2 colher - chá - de raspas de limão siciliano
1/2 xícara de azeite de oliva extra-virgem
pimenta vermelha - para que a pimenta vermelha não fique picante, basta retirar-lhe as sementes e a fibra branca
se quiser, acrescente coentro e salsinha

preparando:

misture todos os ingredientes, acrescente 2 colheres de azeite de oliva no processador de alimentos até ficar uma mistura lisa ... vá raspando os lados da tigela com uma espátula, se necessário.
regue com o azeite de oliva restante, durante o processamento, para que fique uma mistura homogênea.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

molho caseiro, uma idéia saborosa

molho caseiro:
1 1/2 kg de tomates maduros cortados em quatro
1 cebola grande cortada em oito
2 pimentões vermelhos grandes cortados em cubos grandes - retire a fibra branca
1 ramo de alecrim
4 dentes de alho picados
1/4 de xícara de extrato de tomate
2 colheres de azeite de oliva
1 colher de sal
2 colheres de açúcar
pimenta do reino moída a gosto
1 pimenta dedo de moça picada - se preferir não sentir o ardor da pimenta, retire as sementes e a fibra branca

preparando:
ligue o forno a 160º.
coloque todos os legumes cortados em uma assadeira.
em uma travessa pequena, misture o extrato de tomate, o azeite, o sal, o açúcar e a pimenta do reino.
junte a mistura aos legumes da assadeira, misture tudo, e leve ao forno para assar por 2 horas.
passe no processador até se transformar num purê.
guarde em vidros esterelizados e use com massas, almondegas, passe no pão italiano, ou utilize da forma que quiser.

receita copiada do programa cozinha caseira de annabel/gnt.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sábado, 15 de setembro de 2012

capuccino caseiro

ingredientes:
1 lata de leite em pó - o ninho é o ideal mas, quem quiser, pode usar algum desnatado de ótima qualidade, e sabor
1/2 lata de achocolatado - 200g - usar nescau, claro!!! mas se preferir um chocolate mais puro ... lembre-se!!! precisa ser solúvel/instantâneo
50g de café solúvel - prefiro o sabor do café do ponto
4 colheres/sopa de açúcar - utilize o açúcar dietético, na mistura, na quantidade correspondente indicada pelo fabricante. o açúcar está descrito na receita, porque facilita, porém, pode ser abolido e a bebida ser adoçada individualmente ao gosto do freguês
1 colher/sopa - de bicarbonato

preparando:
peneirar todos os ingredientes, guardar num vidro, e utilizar individualmente acrescentando água fervente.
no momento de servir, acrescente gotas de essência de amêndoas.

bom também é colocar canela em pó ... individualmente!!! porque nem todos gostam.
as gracinhas que escapam do original, em qualquer receita, é preciso ter cuidado com elas, porque vai depender do gosto de cada pessoa ... mesmo que em casa todos gostem, haverá alguém de fora, em visita, um convidado que não gostará. sendo assim, a canela no capuccino passa a ser um problema, em vez de uma solução pra deixá-lo mais saboroso e sofisticado.

em culinária, criar, inventar, ousar é fundamental, na hora, e na medida certa.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

compota - light - de frutas

doces caseiros feitos com frutas são saborosos, e muito saudáveis.
esta receita incrível, a compota light de abacaxi, maçã e laranja pera, é muito saborosa, meio azedinha, meio doce, e dá saciedade.
ingredientes:
2 laranjas pera com casca, cortadas em rodelas - retire as sementes
2 maçãs médias, sem casca e sem o miolo, cortadas em cruz - 4 pedaços
1 abacaxi sem o miolo, cortado em cubos - se quiser coloque o miolo pra cozinhar junto
1 xícara - chá - de açúcar light/fit - daquela marca conhecida
algumas pimentas dedo-de-moça, sem semente cortadas em rodelas - opcional
preparando:
leve as frutas lavadas e cortadas pra uma panela, cubra com o açúcar, coloque água até a metade da altura das frutas, sem cobri-las completamente, e leve ao fogo até reduzir a água à metade. deve ficar uma calda consistente, porém, não muito grossa.
na hora de servir enfeite com algumas rodelas da pimenta dedo-de-moça ... o resultado será um sabor inigualável.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

salada israelense - salat yerakot yisraeli

a salada de israel, assim como outros alimentos israelenses, é comum em grande parte do mediterrâneo e do mundo árabe.

sua origem, na verdade, é a salada árabe, a salada palestina. o que é conhecido em nova york como salada de israel é, na verdade, a salada palestina rural, e este é um exemplo da adoção de alimentos palestinos por israel.

a salada feita pelos judeus da índia recebe a adição de gengibre picado e pimenta verde. os judeus do norte da áfrica adicionam casca de limão, e pimenta caiena, e os judeus de bukhara/uzbequistão cortam os legumes extremamente finos e usam o vinagre, e não usam o óleo, no tempero.

semelhante à salada israelense encontrada no oriente médio, é a salada persa que inclui a hortelã, a cebola picada, e pepinos descascados.

a salada de israelense, muitas vezes, faz uma aparição na literatura sobre israel.

sendo assim, dá pra variar ou misturar tudo pra satisfazer a todos os paladares.
ingredientes:
1 limão siciliano
4 tomates firmes cortados em cubos pequenos
3 pepinos com casca cortados em cubos pequenos
salsinha picada a gosto
1 pimentão verde picado - retire a fibra branca do interior do pimentão, não ficará indigesto
1 pimentão vermelho picado - retire a fibra branca do interior do pimentão, não ficará indigesto
1 cebola roxa cortada em cubos pequenos
1 dente de alho picado
ricota e pão pra acompanhar

preparando:
rale a casca do limão e extraia o suco da metade dele. misture a casca com o suco. reserve.
em uma travessa junte os tomates, os pepinos, a cebola e o alho, tempere com a mistura de limão com casca e sirva com pão e ricota.
uma boa opção para o tempero da salada é um molho de iogurte.

ingredientes e preparo do molho de iogurte:
1/2 copo de iogurte desnatado
1 colher de sopa azeite
suco de 1/2 limão siciliano misturado à raspa de 1 limão siciliano inteiro
1/2 cebola
2 dentes de alho amassados
sal a gosto
pimenta do reino branca e óregano a gosto

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

aveia nossa de todos os dias

a aveia, se consumida diariamente, é um alimento eficiente no combate a infecções, colabora pro funcionamento dos intestinos, através das fibras solúveis, age sobre o controle da quantidade de açúcar no sangue, e pro controle da pressão arterial, diminui o colesterol ruim, nos deixa calminhos, e mentalmente relaxados, faz bem pra pele, pois, suaviza e acalma o maior órgão do nosso corpo, facilita a digestão, e é muito nutritiva, pois, contém cálcio, ferro, proteínas, vitaminas e carboidratos.

dentre todos os seus formatos - flocos grossos ou finos, farinha ou farelo - o farelo é o mais nutritivo e rico em beta-glucana, princípio ativo que age sobre o colesterol ruim, além de combater o envelhecimento da pele — a aveia estimula as células imunológicas da pele, mantendo a sua firmeza, através do colágeno e da elastina.

a aveia se torna eficiente se consumida de 1 a 2 colheres de sopa diariamente, com água, suco, leite, frutas, iogurte, biscoitos, pães, bolos, como liga no bolo de carne moída, etc ... usando imaginação e criatividade é possível fazer dela, um alimento muito versátil.

além do mingau, nosso velho conhecido - 2 copos de leite, 3 colheres de aveia e açúcar - a aveia se presta a receitas muito interessantes.

sopa de aveia

ingredientes:
1 litro de caldo de frango, legumes ou carne
1 xícara - chá - de aveia em flocos
1 colher - sopa - de manteiga ou margarina
sal a gosto

preparando:
no caldo de sua preferência junte a aveia, e deixe cozinhar por 5 minutos.
leve a margarina ou manteiga ao fogo numa panela pequena, e deixe fritar, sem queimar.
assim que a aveia da sopa estiver cozida, junte a margarina, e desligue o fogo.
servir quente acompanhada de torradas na manteiga.

batata au gratin com creme de aveia

ingredientes:
1/2kg de batata inglesa
3 xícaras - chá - de água quente
4 colheres - sopa - de aveia
3 saches de caldo de legumes
1 Colher - sopa - de azeite de oliva extra virgem
1 xícara - chá - de pupunha em conserva picada
50g de queijo parmesão ralado, ou provolone ralado, ou gorgonzola esfarelado
250g de muçarela
sal, orégano e alecrin a gosto
salsinha pra enfeitar

preparando:
ligue o forno a 200ºC.
unte um refratário com azeite. reserve.
cozinhe as batatas, descasque e corte em fatias largas. cuidadosamente tempere com alecrim, sal e azeite. reserve.
separadamente, dissolva o caldo de legumes na água fervente, junte a aveia, misture, e leve ao fogo brando para formar um creme. reserve.
acomode as fatias de batata e o palmito picado no refratário, cubra com o creme de aveia e a mussarela.
polvilhe com queijo parmesão ralado, ou provolone ralado, ou gorgonzola esfarelado, orégano e leve ao forno para gratinar.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

torta de arroz


ingredientes pra massa:

2 1/2 xícaras - chá - de arroz cozido
1/2 xícara - chá - de leite
1/2 lata de creme de leite sem soro 3 gemas
3 claras em neve
salsinha picada

ingredientes pro recheio:

150g de presunto picado miúdo ou ralado
150g de muçarela ralada
250g de requeijão

preparando:
ligue o forno a 180°.
unte uma assadeira - pode ser assadeira retangular, redonda ou forma de buraco no meio.
numa vasilha, misture o recheio. reserve.
bata no liquidificador o arroz cozido, o leite, o creme de leite e as gemas.
coloque a massa numa tigela, e misture com as claras em neve e com a salsinha, delicadamente.
na forma untada coloque metade dessa massa, espalhe o recheio e cubra com a outra metade da massa.
leve para assar até que a superfície fique dourada.
sirva com salada ... muita salada!!!

varie o recheio utilizando frango desfiado, carne moída, legumes picados e refogados, peito de peru, vários queijos com molho de tomate, salsicha, salmão ou outro peixe sem espinha, ... ou acrescente outros ingredientes ao presunto, muçarela e requeijão.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

bolo de mandioca/aipim com muito coco

qual é a sua intenção culinária pro final de semana???

achei que seria uma boa ideia impor a mim e a vocês, o desafio de, de alguma maneira, perpetuar o sabor doce, que há muito tempo não tenho destacado aqui no blogg.
me pareceu interessante publicar esta pepita da caipirice brasileira ... o bolo de mandioca.

acho que, com ele, não dá para negar a importância do doce como contribuinte direto da nossa alegria. ele foi escolhido pra dar, a qualquer regime ou contenção da gula, uma chance de liberdade, pela razão simples que é o prazer de matar uma vontade banal, corriqueira.
ingredientes para o bolo:
2 xícaras - chá - de açúcar - se quiser usar o açúcar cristal, ele deixa o bolo com uma crostinha deliciosa
1 xícara/200g/chá de manteiga
4 ovos
2 xícaras/chá de mandioca/aipim crua ralada
1 vidro de leite de coco
2 colheres/sopa de fermento químico em pó
1 xícara/chá de farinha de trigo

ingredientes e preparo da cobertura:
em uma panela, misturar bem:
1 xícara/chá de leite condensado
1 xícara/chá de leite de coco
1 xícara/chá de coco ralado
1/2 xícara/chá de coco ralado para salpicar por cima depois de assdo
levar todos os ingredientes da cobertura, ao fogo médio e mexer até obter um creme. cobrir o bolo ainda quente e salpicar tudo com a 1/2 xícara de coco ralado.

preparando o bolo:
pré-aqueça o forno em temperatura média ... em alguns fornos, a 180ºc - sem esquecer de que forno/homem/mulher, cada um sabe do seu.
unte uma forma com manteiga e farinha de rosca.
na batedeira bata as claras em neve.
na batedeira bata o açúcar e a manteiga até formar um creme. junte as gemas, a mandioca e o leite de coco. bata bem e adicione a farinha, aos poucos, e o fermento em pó e, por fim, sem bater, apenas mexendo, as claras em neve.
coloque a massa na forma untada, e asse em forno médio por, aproximadamente, de 40 minutos, ou até que o palito saia limpinho.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

pizza recheada com ovos, feita com massa de sobras arroz

fico muito feliz.
me interessam mais as receitas que vêm da simplicidade.
me interessa a culinária que manuseia produtos simples, comuns, que consigam criar novo sabor a partir de todos os que já conheço.

comandar a combinação de cores e sabores, seja daqueles já conhecidos, buscando uma variação do mesmo sabor, seja tentando combinar outros e novos, equivale a trilhar um caminho que me conduz à felicidade.

coloridos e cheirosos resultados maravilhosos, de visual repaginado, e apresentação aprimorada, um prato que mantenha um sabor familiar renova o apetite de quem se delicia também com os olhos.

basta uma idéia, um toque qualquer, alguma ousadia e não é preciso nem a história, já que a história está traduzida, simplesmente, nos odores, nos sabores, na imagem incrivelmente particular.

sobre simplicidade: tem coisa mais simples do que arroz com ovo???

ingredientes pra massa:
2 xícaras - chá - de arroz cozido
1 colher - sopa - do meu tempero - receita, aqui
1 1/2 copos - 250ml - de leite
1 xícara - chá - farinha de trigo integral
100g de margarina
3 ovos inteiros
100g de queijo parmesão ralado
ou
100g de queijo gorgonzola esfarelado
1 colher - sopa - de fermento químico

preparando:
aquecer o forno em temperatura quente.
untar uma assadeira, redonda ou quadrada, com óleo e farinha.
bater todos os ingredientes no liquidificador.
ajeitar a massa na assadeira na grossura que preferir. a massa pode ser mais fina ou mais grossa. se preferir, use mais assadeiras.

o rechear ficaria ao seu gosto, se esta fosse uma pizza qualquer, mas como a sugestão é de pizza recheada com ovos ... anote!!!

ingredientes pro recheio:
6 ovos - menos ou mais ovos vai depender da quantidade de pessoas ... ovos de codorna não devem ser descartados
2 cebolas médias cortadas em cubinhos
3 tomates, sem pele e sem sementes, cortados cubinhos
2 pimentões verdes, cortados em cubinhos - retire a fibra branca do interior do pimentão, para que não fique indigesto
cogumelos cortados em fatias
muçarela ralada
queijo cheddar - ralado, cremoso ou em fatias
sal, manjericão e orégano a gosto
pimenta dedo de moça, sem as sementes, picada - opcional
azeite de oliva

preparando o recheio:
numa panela ou frigideira, coloque azeite, deixe esquentar, e salteie as cebolas, os tomates, os pimentões, os cogumelos e a pimenta - opcional - temperando a gosto com sal, orégano. antes de retirar do fogo, acrescente folhas de manjericão, mexa e desligue.

a massa estando pronta, assada, cubra com os legumes salteados, com a muçarela ralada, com o queijo cheddar, quebre os ovos, acomodando sobre tudo, distribuindo como preferir. regue tudo, muito bem, com azeite de oliva.

se quiser inovar ainda mais, quebre os ovos dentro de rodelas de pimentão, ou faça pizzas individuais, ... invente!!!
leve ao forno para derreter os queijos e cozinhar os ovos, até o ponto de sua preferência, ou seja, gema mais mole, gema mais dura.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

segunda-feira, 25 de junho de 2012

escondidinho de brócolis

ingredientes:

1 kg de carne de frango moída - é prático usar a linguiça de frango sem a pele, que se transforma numa carne moída saborosa
1 brocolís ninja de bom tamanho, separado em flores, cozido
1 pão de forma de grãos - 320 g - que pode ser light
2 saches de caldo sem gordura sabor galinha, picanha ou costela dissolvidos em 2 copos - 1/2 litro - de água fervente
2 ovos inteiros
1 colher - sopa - de oregano
3 dentes de alho amassados
azeite de oliva
1 sache - 340 g - de molho pronto
2 cebolas grandes pícadas


preparando:

unte uma forma de buraco no meio com óleo.
cozinhe as flores do brocolis, sem deixar desmanchar. reserve.
frite o alho no azeite, e despeje sobre as flores do brocolis, mexa pra incorporar uns nos outros. reserve.
esfarele grosseiramente o pão, numa vasilha, e despeje sobre ele o caldo dissolvido na água. misture bem, junte a carne, junte os ovos, tempere com orégano, e misture até que tudo fique bem agregado.
arrume metade da massa de carne na forma untada com óleo, ajeite à volta toda as flores de brocolis uma junto da outra, sem deixar espaços, cubra com a outra metade da carne, ligue o forno alto - a 220 graus - e coloque a forma.
deixe assar até que doure e até que enfiando um faca ela saia sequinha.

enquanto isso, pique a cebola e leve pra fritar no azeite de oliva, até que comece dourar. acrescente o molho, e deixe refogar por uns 5 minutos - cuidado para não queimar.

retire a carne do forno, espere uns 15 ou 20 minutos, desenforme, cobra com o molho de tomate refogado na cebola e sirva com arroz.

dica do blogg pro arroz: faça o arroz na mesma panela em que temperou o brocolis. o restinho de brocolis, alho e azeite que sobrou na panela dará um sabor especial ao arroz.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia

sábado, 23 de junho de 2012

bolo de 1 ovo

a presença de guloseimas em festas tem origem, provavelmente, nas festanças dos deuses na grécia antiga.
o bolo de aniversário, por exemplo, contam por aí, apareceu graças à deusa da fertilidade, artemis. uma mistura de pão com mel, em formato de lua, era levada a ela pelos fiéis, em éfeso, uma antiga colônia grega, onde hoje é a turquia.
outra história diz que o bolo de aniversário teve origem na alemanha medieval. era costume preparar uma massa de pão doce no formato do menino jesus no natal. mais tarde, o costume foi adaptado para as festas de todas as crianças.

a receita deste bolo simples e fácil de preparar, com apenas um ovo, resulta numa delícia muito fofa, pode ser utilizada em bolos de aniversário, e se presta a ser considerada econômica ou salvadora da lavoura, dependendo do ponto de vista.
quem nunca sentiu vontade de fazer um bolo, abriu a geladeira, e não encontrou ovos???

como uma coisa puxa a outra, eu pergunto: existe doce delícia melhor do que o brigadeiro, uma invenção autenticamente brasileira???
o brigadeiro combina com tudo, a qualquer hora, e é conhecido fora do brasil, como a trufa brasileira.
chamado de negrinho – conhecido assim, até hoje, lá pelos pampas gauchescos – diz a lenda que foi inventado depois da segunda guerra mundial - 1939/1945.
por que brigadeiro??? faltava-lhe um nome, então, quem esteve lá, conta que ele foi batizado assim, durante a campanha eleitoral do brigadeiro eduardo gomes.
o slogan era ... vote no brigadeiro, que é bonito e é solteiro!!!

receita original do brigadeiro:
1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de manteiga
4 colheres de sopa rasas de chocolate em pó
2 gemas - gemas, sim!!! o brigadeiro original era feito com ovos

conheça, aqui, a história e a etimologia do brigadeiro


ingredientes do bolo:
1 ovo
7 colheres - sopa - de açúcar
2 colheres - sopa - de manteiga - use manteiga, de preferência, porque o sabor fica especial
11 colheres - sopa - de farinha de trigo
1 copo de leite
5 colheres - sopa - de achocolatado - pode usar chocolate em pó, mas o achocolatado deixa mais fofinho
1 colher - café - de sal
1 colher - sopa - de fermento químico em pó

preparando:
untar com óleo ou manteiga, e enfarinhar com farinha de rosca, uma forma de buraco no meio.
aquecer o forno a 180 graus.
bater no liquidificador, todos os ingredientes, menos o fermento. depois de bem batido e misturado acrescentar o fermento, bater mais um pouco, e despejar na forma untada.
levar ao forno pré-aquecido, por aproximadamente 40 minutos, ou até dourar - já sabe: forno e marido/mulher cada um sabe do seu.


ao retirar do forno, espere um pouco, desenforme, e cubra com uma receita de brigadeiro mole e, se quiser, enfeite com confeitos coloridos ou de chocolate.

dica da dona do blogg: proceda normalmente conforme a receita de brigadeiro que você conhece, mas eu faço um brigadeiro, mole ou pra enrolar, com uma lata de leite condensado, e duas medidas da própria lata, de leite de vaca preparado com leite em pó. esta proporção faz com que o brigadeiro dure muito mais, sem perder a consistência original, não açucara nem endurece, e o leite em pó deixa mais macio.

abracadabra et, voilà!!!
requeri/regina claudia